Polícia Civil captura criminoso que participou de ataque a caixa eletrônico em Serafina Côrrea
capa

Polícia Civil captura criminoso que participou de ataque a caixa eletrônico em Serafina Côrrea

Investigação descobriu esconderijo do foragido no bairro Rubem Berta, em Porto Alegre

Por
Correio do Povo

Ação mobilizou Delegacia de Repressão às Ações Criminosas Organizadas (Draco) de Passo Fundo, DP de Guaporé e Coordenadoria de Recursos Especiais (CORE) da Capital

publicidade

Está preso o primeiro integrante da quadrilha que atacou com explosivos no dia 1º de outubro um dos caixas eletrônicos do Banco do Brasil, no prédio da BRF, na cidade de Serafina Corrêa. Na manhã desta terça-feira, o criminoso foi localizado escondido em uma casa de um beco no bairro Rubem Berta, em Porto Alegre. Agentes da Delegacia de Repressão às Ações Criminosas Organizadas (Draco) de Passo Fundo, sob comando do delegado Diogo Ferreira, com apoio da Delegacia de Polícia de Guaporé e do efetivo da Coordenadoria de Recursos Especiais (CORE) da Capital, cumpriram ordem judicial no local.

Houve a apreensão de uma pistola calibre 9 milímetros, um revólver calibre 38 e uma carteira nacional de habilitação falsificada. O indivíduo tentou fugir, mas acabou preso. Ele estava foragido e já tinha sido identificado no roubo a uma residência no interior de Guaporé.

No ataque em Serafina Côrrea, a quadrilha invadiu a sede da empresa e rendeu vigilantes e funcionários. Uma das vítimas foi ferida com uma coronhada. Um dos terminais bancários foi então explodido. Os policiais civis apuraram que cinco bandidos, com duas armas curtas e três espingardas de grosso calibre, participaram do roubo. Eles criminosos usavam luvas e toucas ninjas. A investigação da Polícia Civil prossegue para identificação dos demais membros do bando.