Polícia Civil de Santa Catarina indicia 16 envolvidos em ataque a agências em Criciúma

Polícia Civil de Santa Catarina indicia 16 envolvidos em ataque a agências em Criciúma

Ministério Público de SC já denunciou os criminosos ao Poder Judiciário

Correio do Povo

Após roubo em novembro de 2020, cinco bandidos foram presos no RS

publicidade

A Polícia Civil de Santa Catarina indiciou e o Ministério Público de Santa Catarina já ajuizou ação criminal contra 16 envolvidos no ataque ao Banco do Brasil, ocorrido no final de novembro do ano passado em Criciúma. Todos tiveram prisões preventivas decretadas pelo Judiciário e foram denunciadas pelo MPSC. Três permanecem foragidos.

As investigações foram conduzidas pela Delegacia de Roubos e Antissequestro da Diretoria Estadual de Investigações Criminais da Polícia Civil de SC. No inquérito, com mais de mil páginas, foi apurado que ao menos seis dos indiciados tinham relação direta com a facção paulista Primeiro Comando da Capital (PCC), ocupando funções importantes no grupo criminoso. O trabalho investigativo terá prosseguimento com o objetivo de identificar todos os responsáveis no ataque.

O assalto milionário foi cometido por uma quadrilha com possivelmente mais de 30 criminosos. Após a fuga, cinco criminosos foram capturados em São Leopoldo, Gramado e na região entre Morrinhos e Três Cachoeiras, no Rio Grande do Sul. Outros três bandidos foram presos em Passo de Torres (SC). Houve ainda detenções em São Paulo. Vários suspeitos também foram identificados.

 


publicidade

publicidade

Correio do Povo
DESDE 1º DE OUTUBRO 1895