capa

Polícia Civil de Vacaria prende estuprador em série

O homem é suspeito de ter atacado nove mulheres em 2018 e outras duas em 2014 e um 2015

Por
Correio do Povo

publicidade

A Polícia Civil (PC) de Vacaria chegou ao homem de 42 anos suspeito de cometer uma série de estupros contra mulheres. Foram nove casos em 2018, além de dois casos em aberto, um de 2014 e um 2015. Conforme a PC, o criminoso foi preso na quinta-feira em Palhoça, Santa Catarina. Ele agia da mesma forma: ingressava em residências onde moravam idosas ou mulheres sozinhas, e cometia violência sexual e física. Como o ato acontecia no escuro, além das ameaças e violência, as vítimas não conseguiam ver o rosto do criminoso.

A maioria dos casos se concentrou nos bairros Fátima, Cristal, Planalto, Jardim Toscano, Petrópolis, de classe média, em horários que variaram entre 1h às 5h. As vítimas foram encaminhadas ao Hospital Geral em Caxias do Sul para protocolo de vítimas de violência, como uso do coquetel anti-HIV. Em janeiro deste ano, os investigadores chegaram a um homem a partir de sua página em uma rede social, com sugestão de participação de um grupo de “mulheres maduras”. Ele tinha antecedente por ato obsceno. 

Tratava-se de um pintor, que também realizava trabalhos de jardinagem, e morava no bairro São José, em Vacaria. Ele teve material de DNA coletado e exames realizados no Laboratório de Genética Forense encontraram seu material genético em seis vítimas. O Banco de dados do Laboratório de Genética Forense do Instituto Geral de Perícias comprovou também que ele fora autor de dois casos antigos. Com prisão preventiva decretada, ele passou a noite na carceragem da PC em Santa Catarina e nesta sexta-feira será conduzido para Vacaria.