Polícia Civil deflagra operação contra esquema de tele-entrega de drogas em Gravataí

Polícia Civil deflagra operação contra esquema de tele-entrega de drogas em Gravataí

Maconha e cocaína eram as mais vendidas através de aplicativo com clientes cadastros

Correio do Povo

Agentes cumpriram 12 mandados de busca e apreensão e nove mandados de prisão preventiva

publicidade

A Polícia Civil deflagrou ao amanhecer desta quinta-feira a operação Bart com o objetivo de combater o tráfico de drogas e crimes decorrentes em Gravataí. Houve o cumprimento de 12 mandados de busca e apreensão e de outros nove mandados de prisão preventiva em Gravataí, Porto Alegre e Cachoeirinha. Um dos alvos já estava recolhido ao sistema prisional. Houve cinco prisões.

A investigação conduzida pela 2ª DP de Gravataí, sob comando da delegada Luciana Smith, começou no início desse ano e apurou que os criminosos traficavam drogas mediante um sistema de tele-entrega intitulado "Família Delivery". Os clientes efetuavam a compra por meio do aplicativo WhatsApp, sendo encomendadas sobretudo maconha e cocaína.

Ao longo do trabalho investigativo, os policiais civis apreenderam imagens de entorpecentes prontos para a venda, manuseio de quantias em dinheiro e dos brindes que acompanhavam as encomendas: pacotes de papel de seda com sabor chocolate e isqueiros, que estavam em poder dos traficantes. Os policiais civis obtiveram também áudios onde os traficantes saudavam os clientes novos e explicavam como funcionava o esquema de atendimento,  horário dos pedidos, qualidade e preço do entorpecentes,além de brindes.

O nome da operação foi dado em razão do perfil criado no aplicativo pela organização criminosa ter a gravura do personagem Bart Simpson. A mesma gravura vinha estampada nas drogas entregues à clientela cadastrada.


publicidade

publicidade

Correio do Povo
DESDE 1º DE OUTUBRO 1895