Polícia Civil desencadeia operação contra ataques a bancos no Rio Grande do Sul

Polícia Civil desencadeia operação contra ataques a bancos no Rio Grande do Sul

Ação da 1ª DP de Roubos do Deic, em conjunto com a Brigada Militar, foi realizada em Porto Alegre, Gravataí, São Leopoldo e Tramandaí

Correio do Povo

Alvo de 31 ordens judiciais cumpridas na ação foi uma quadrilha

publicidade

O Departamento Estadual de Investigações Criminais (Deic) da Polícia Civil, em conjunto com a Brigada Militar, desencadeou ao amanhecer desta sexta-feira a operação Recidiva com objetivo de combater e reprimir uma quadrilha envolvida com roubos a estabelecimentos bancários no Rio Grande do Sul. A ação foi coordenada pela 1ª Delegacia de Polícia de Repressão a Roubos (1ª DR) do Deic, sob comando do delegado João Paulo de Abreu.

Houve o cumprimento de 31 ordens judiciais nas cidades de Porto Alegre, Gravataí, São Leopoldo e Tramandaí. Tratam-se de 24 mandados de busca e apreensão, quatro prisões preventivas e três prisões temporárias. Seis criminosos foram detidos, incluindo o líder do grupo, vulgo Véio Neco. Telefones celulares, documentos e veículos, entre outros objetos, foram recolhidos.

Segundo o delegado João Paulo de Abreu, o ano de 2021 chama a atenção por ataques ao banco Santander em Alvorada e São Leopoldo, bem como contra o Itaú em Novo Hamburgo. “Apesar de alguns suspeitos terem sido condenados, inclusive com penas cumpridas, voltaram a cometer crimes da mesma espécie”, observou o titular da 1ª DR. "Mais de uma dezena de casos eles podem estar envolvidos, razão pela qual cada fato a mais segue sendo investigado", frisou.

Segundo ele, as ações integradas, desenvolvidas pela Polícia Civil e pela Brigada Militar, visam mapear e frustrar a ação de grupos criminosos que se relacionam fortemente com a prática desses crimes contra instituições financeiras.


Mais Lidas


Correio do Povo
DESDE 1º DE OUTUBRO 1895