Polícia Civil diz que morte de morador de Vicente Dutra foi latrocínio

Polícia Civil diz que morte de morador de Vicente Dutra foi latrocínio

Cleder Jair da Silva, 38 anos, desapareceu no dia 8 deste mês e corpo foi encontrado no último dia 16 no rio Uruguai

Correio do Povo

Buscas contaram com bombeiros militares

publicidade

A Polícia Civil investiga como latrocínio a morte de Cleder Jair da Silva, 38 anos, morador de Vicente Dutra, que estava desaparecido desde o dia 8 deste mês e cujo corpo foi encontrado no último dia 16 no rio Uruguai. A vítima trabalhava na produção e venda de cuias de chimarrão.

“Recebemos o resultado da necropsia, cuja conclusão é de que a morte decorreu de um disparo de arma de fogo na cabeça. Foi encontrado um fragmento de projétil, que será comparado com armas de fogo recentemente apreendidas”, informou na manhã desta sexta-feira o delegado Jacson Oiliam Boni.

“Na caminhonete da vítima, foram encontradas digitais, que serão comparadas com a dos suspeitos. Já definimos os suspeitos e a boa parte da dinâmica do crime”, acrescentou. “Prosseguiremos nas investigações a fim de elucidar de maneira completa todas as circunstâncias do fato. A Polícia Civil trata o caso como latrocínio”, enfatizou o delegado Jacson Oiliam Boni.

O corpo foi localizado em Balneário Três Ilhas. Já a caminhonete Fiat Strada, da vítima, havia sido encontrada no mesmo dia do sumiço. O veículo estava abandonado na localidade de Boa Esperança.

No período do desaparecimento, as buscas mobilizaram a Polícia Civil, Brigada Militar e Corpo de Bombeiros Militar do Rio Grande do Sul, além do Instituto-Geral de Perícias.


Mais Lidas





Correio do Povo
DESDE 1º DE OUTUBRO 1895