Polícia Civil impede atentados de facção criminosa em Arroio do Sal, no Litoral Norte

Polícia Civil impede atentados de facção criminosa em Arroio do Sal, no Litoral Norte

Ataques ocorreriam contra brigadianos e ao prefeito em represália aos prejuízos diante da repressão ao tráfico de drogas

Correio do Povo

Apreensões foram feitas nas investigações

publicidade

A Polícia Civil impediu que uma facção criminosa cometesse atentados contra agentes da segurança pública e até do prefeito de Arroio do Sal, no Litoral Norte. Nesta quinta-feira foi confirmada a prisão de mais cinco suspeitos de envolvimento no plano. A operação Antecipação foi deflagrada entre a terça e a quarta-feira em Arroio do Sal e Três Forquilhas. Outros dois envolvidos já tinham sido detidos antes.

As investigações começaram no dia 30 de dezembro do ano passado pela equipe da DP de Arroio do Sal, sob comando do delegado Adriano Koehler Pinto. Na ocasião, um homem foi preso em flagrante por tráfico de entorpecentes e posse irregular de arma de fogo, com apreensão de maconha, crack, colete balístico, revólver e munição, na praia de Rondinha. 

Com o aprofundamento do trabalho investigativo sob sigilo, os agentes descobriram que integrantes de uma facção criminosa planejavam matar o atual prefeito de Arroio do Sal e possivelmente policiais militares que atuam na cidade. Os atentados seriam uma represália aos investimentos e ações em segurança pública na região e que causaram prejuízos ao tráfico de drogas. A presença dos novos soldados da BM, incrementando o efetivo local, também revoltou os criminosos.

Segundo o titular da DP de Arroio do Sal, a ideia da facção é de que os ataques seriam executados no término da temporada de veraneio, quando encerrasse o reforço de policiamento ostensivo com a Operação Golfinho da Brigada Militar. O delegado Adriano Koehler Pinto revelou ainda que o plano previa aluguel de armas e contratação de pistoleiros da facção criminosa, vindos de outras cidades. Um segundo indivíduo foi detido recentemente com drogas pela Brigada Militar, totalizando sete envolvidos no plano.


publicidade

publicidade

Correio do Povo
DESDE 1º DE OUTUBRO 1895