Polícia Civil investiga confronto com dois mortos no bairro Farrapos, em Porto Alegre

Polícia Civil investiga confronto com dois mortos no bairro Farrapos, em Porto Alegre

Troca de tiros ocorreu durante abordagem da Brigada Militar, que apreendeu armas, munições e drogas

Correio do Povo

Veículo ficou com as marcas dos tiros

publicidade

A 2ª Delegacia de Polícia de Homicídios e Proteção à Pessoa da Polícia Civil apura as circunstâncias do confronto com dois mortos ocorrido na noite dessa terça-feira no bairro Farrapos, em Porto Alegre. O incidente, envolvendo indivíduos em um Nissan Sentra que atiraram contra o efetivo da Força Tática do 11º BPM durante uma abordagem, aconteceu na rua Ciro Vaz Álvares. Um policial militar ficou ferido.

Em entrevista à reportagem do Correio do Povo na manhã desta quarta-feira, a titular da 2ª DPHPP, delegada Roberta Bertoldo, revelou que um dos dois mortos já foi identificado. Trata-se de um motorista de aplicativo, de 33 anos, com um antecedente por violência doméstica. A participação ou não dele no tiroteio está sendo verificada. O outro indivíduo em óbito permanecia com a identidade ignorada.

“Segundo relato dos policiais militares, por terem informação de que indivíduos chegariam ao local trazendo armamento, foi deslocada equipe para averiguação da denúncia. Em determinado momento, ao se aproximar do veículo, foi feita abordagem”, contou a delegada Roberta Bertoldo. “Conforme relato dos policiais militares, os indivíduos que ocupavam o carro efetuaram os disparos contra a guarnição”, acrescentou.

Um terceiro indivíduo teria escapado com uma arma longa, possivelmente um fuzil de acordo com os brigadianos. “A Polícia Civil investiga o fato”, resumiu. No mesmo bairro Farrapos, a equipe da 2ª DPHPP investiga ainda uma execução ocorrida no começo da segunda-feira passada e de outras duas pessoas no dia 16 deste mês.

Logo após o confronto, o local foi isolado para o trabalho do Instituto-Geral de Perícias. O Nissan Sentra ficou com as marcas dos tiros e com os dois corpos juntos. O policial militar, ferido com um tiro de raspão na cintura, foi socorrido, atendido e liberado depois.

Apreensão de pistolas 

Ao Correio do Povo ainda na noite de terça-feira, o comandante do 11º BPM, tenente-coronel André Feliú, informou que foram apreendidas três pistolas, um revólver, munições e dois radiotransmissores com bases, além de porções de cocaína e uma mochila, no local do confronto. "Estávamos fazendo um patrulhamento de rotina no local onde aconteceu três homicídios e fomos recebidos a tiros", afirmou na ocasião o oficial, enfatizando que a BM revidou o ataque dos bandidos.

Durante a tarde da terça-feira, o efetivo do 11 BPM já havia detido dois suspeitos na mesma região. Com a dupla, os policiais militares apreenderam duas pistolas, uma espingarda, um revólver, mais de 200 munições, cinco radiocomunicadores com bases e dois telefones celulares. Houve ainda o recolhimento de fardas padrão Brigada Militar, sendo quatro conjuntos de calça e gandola camuflada, quatro pares de coturno, quatro capas de colete, quatro boinas pretas e uma tornozeleira eletrônica danificada.


publicidade

publicidade

Correio do Povo
DESDE 1º DE OUTUBRO 1895