Polícia Civil investiga passado da vítima executada no bairro Menino Deus, em Porto Alegre

Polícia Civil investiga passado da vítima executada no bairro Menino Deus, em Porto Alegre

Antigo envolvimento com o tráfico internacional de drogas pode explicar motivo para o assassinato ocorrido no último sábado na rua Dezessete de Junho

Correio do Povo

Câmera de monitoramento registrou veículo dos criminosos no local do crime

publicidade

O envolvimento da vítima no passado com o tráfico internacional de drogas é uma das linhas de investigação da Polícia Civil que pode explicar o motivo da execução de um homem no começo da tarde do último sábado no bairro Menino Deus, em Porto Alegre. A informação foi dada na manhã desta segunda-feira pelo titular da 6ª Delegacia de Polícia de Homicídios e Proteção à Pessoa(6ª DPHPP), delegado Newton Martins, à reportagem do Correio do Povo.

A vítima, de 52 anos, descia de um caminhão Hyundai HDB, de cor branca, na rua Dezessete de Junho, onde residia, quando foi atacada. Conforme o delegado Newton Martins, o trabalho investigativo já apurou que o assassinato tem a participação de dois criminosos.

Segundo o titular da 6ª DPHPP, a vítima foi baleada com cerca de 16 tiros de calibre nove milímetros. Os criminosos estavam em um Chevrolet Onix, de cor azul. Imagens de câmeras de monitoramento, obtidas pelos policiais civis, mostram o veículo aproximando-se do caminhão da vítima. A fuga teria sido depois em direção à avenida Getúlio Vargas. Entre as diligências dos agentes estão a coleta de depoimentos de familiares e vizinhos, identificação de possíveis testemunhas e aguardo dos laudos do Instituto-Geral de Perícias (IGP).

A reportagem do Correio do Povo apurou ainda no sábado que a vítima tinha antecedentes criminais e já esteve associada no passado com o narcotraficante internacional Pavão, que encontra-se recolhido no sistema prisional federal. A vítima foi apontada na época pelas autoridades como responsável por operacionalizar remessas de cocaína do Paraguai para o Rio Grande do Sul, identificando e contratando grupos logísticos para transportar carregamentos de drogas de Pavão. O esquema envolveria também a facção criminosa do Vale do Rio dos Sinos.   


Mais Lidas





Correio do Povo
DESDE 1º DE OUTUBRO 1895