Polícia Civil prende suspeitos de envolvimento em execução ocorrida em Porto Alegre

Polícia Civil prende suspeitos de envolvimento em execução ocorrida em Porto Alegre

Dupla foi detida com mais de 100 quilos de maconha e uma quantidade acima de 1,7 mil porções de crack

Correio do Povo

Houve ainda o recolhimento de uma pistola calibre 380 que pode ter sido usada no crime

publicidade

A Polícia Civil anunciou a prisão de dois suspeitos de envolvimento em uma execução, além da apreensão de mais de 100 quilos de maconha e uma quantidade acima de 1,7 mil porções de crack, durante uma operação realizada em Porto Alegre. Houve ainda o recolhimento de uma pistola calibre 380 com numeração raspada.

A arma pode ser a mesma utilizada no homicídio ocorrido na sexta-feira passada na rua Comendador Eduardo Secco, na vila Ipê. A execução ocorreu quando a vítima foi alvo de tiros de pistola calibre 380, vindos de indivíduos que estavam em um veículo de cor branca.

A ação foi conduzida pelos agentes da 5ª Delegacia de Polícia de Homicídios e Proteção à Pessoa (5ª DPHPP), sob comando do delegado Gabriel Bicca. Os criminosos, ambos de 25 anos, foram presos durante as diligências dos agentes realizadas na terça-feira no bairro Cascata.

O diretor da Divisão de Homicídios de Porto Alegre, delegado Eibert Moreira, reforçou a atenção que as delegacias especializadas têm em relação aos casos. "O fato é recente e houve uma investigação contínua desde o local do crime até a prisão dos suspeitos com uma grande apreensão de drogas", ressaltou.

Já a diretora do Departamento de Homicídios e de Proteção à Pessoa, delegada Vanessa Pitrez, enalteceu a dedicação dos agentes envolvidos na investigação. "Não mediram esforços, como sempre fazem os policiais civis do departamento, para elucidar uma morte violenta", afirmou.


publicidade

publicidade

Correio do Povo
DESDE 1º DE OUTUBRO 1895