Polícia Civil procura autor de tentativa de homicídio contra agente do Denarc em Novo Hamburgo

Polícia Civil procura autor de tentativa de homicídio contra agente do Denarc em Novo Hamburgo

Policial foi baleado no abdômen e na perna no bairro Canudos

Correio do Povo

Após o crime, forças de segurança pública ocuparam o conjunto habitacional

publicidade

A Polícia Civil está empenhada em identificar o autor da tentativa de homicídio contra um agente do Departamento Estadual de Investigações do Narcotráfico (Denarc), ocorrida no começo da noite dessa quarta-feira no bairro Canudos, em Novo Hamburgo. O policial civil, de 38 anos, foi baleado por um criminoso no abdômen e na perna, sendo socorrido e hospitalizado.

“Certamente nos próximos dias haverá uma resposta à altura”, assegurou o diretor de investigações do Denarc, delegado Alencar Carraro, na manhã desta quinta-feira à reportagem do Correio do Povo. “Ele não corre risco de morte”, observou aliviado. O caso é apurado pela Delegacia de Polícia de Homicídios e Proteção à Pessoa (DPHPP) de Novo Hamburgo, sob comando da delegada Ariadne Langanke. O Denarc prestará apoio.

Segundo o delegado Alencar Carraro, uma equipe estava realizando diligências dentro de um condomínio residencial nas imediações do aeroclube e situado na rua Bruno Werner Storck. “O Denarc nas últimas semanas estava realizando um trabalho investigativo de combate ao tráfico de drogas e comércio de armas”, explicou. Conforme ele, uma facção criminosa havia “tomado alguns apartamentos, ostentando armas e expulsando moradores”.

Logo após o ataque contra a equipe policial que deixou o agente ferido, a região do condomínio foi cercada pela Polícia Civil, Brigada Militar e Guarda Municipal, sendo realizadas buscas ao criminoso. O suspeito não foi encontrado. “As diligências resultaram em dois presos em flagrante por tráfico e associação para o tráfico. Indivíduos com ficha criminal bastante densa…”, acrescentou. Um dos detidos é segurança da facção.

O delegado Alencar Carraro garantiu que o trabalho investigativo no condomínio terá prosseguimento, visando “o rápido esclarecimento dos fatos, envolvendo a tentativa de homicídio contra o policial civil” e a atuação das “lideranças do tráfico dessa organização criminosa que exercem o poder nessa comunidade”. Qualquer informação , mesmo anônima, pelo telefone de denúncias 08000-518-518, do Denarc.


Mais Lidas





Correio do Povo
DESDE 1º DE OUTUBRO 1895