Polícia Civil sequestra bens de quadrilha que falsificava assinaturas de delegados no RS
capa

Polícia Civil sequestra bens de quadrilha que falsificava assinaturas de delegados no RS

Grupo retirava veículos apreendidos em operações anteriores de depósitos do Detran

Por
Correio do Povo

publicidade

A Polícia Civil deflagrou nessa segunda-feira uma nova etapa da operação Impostore, que investiga a quadrilha especializada em falsificar assinatura de delegados para retirar veículos do Detran-RS. A ofensiva, que só foi divulgada nesta terça-feira, sequestrou bens do grupo criminoso e cumpriu mandados nas cidades de Gravataí e Cachoeirinha. 

De acordo com a Polícia Civil, a iniciativa tinha como objetivo o sequestro de bens de quatro indiciados, além da indisponibilidade de uma casa, veículo e do bloqueio de contas bancárias. Seis ordens judiciais foram realizadas. 

A quadrilha foi responsável, no ano de 2019, pela retirada de veículos dos depósitos do Detran, apreendidos em investigações policiais de lavagem de dinheiro e de outras Delegacias do Rio Grande do Sul, de forma fraudulenta, mediante estelionato e uso de documentos falsos. De três carros subtraídos, dois já foram recuperados.

O inquérito da operação Impostore foi remetido no mês de dezembro com cinco indiciamentos, por crimes de estelionato, uso de documento falso, receptação e associação criminosa. 


Segundo o titular da Delegacia de Repressão aos crimes de Lavagem de Dinheiro (DRLD), delegado Adriano Nonnenmacher, o sequestro de bens servirá para garantir o possível ressarcimento ao Estado em caso de futura condenação.