Polícia encontra corpo de universitária de 19 anos desaparecida em São Paulo
capa

Polícia encontra corpo de universitária de 19 anos desaparecida em São Paulo

Corpo foi localizado após suspeito confessar o crime

Por
AE

Jovem estava desaparecida desde a manhã de terça-feira

publicidade

Policiais civis encontraram, no início da tarde desta quarta-feira, o corpo da universitária Mariana Forti Bazza, de 19 anos, que estava desaparecida desde a manhã da terça-feira, em Bariri, interior de São Paulo. O corpo foi achado em uma estrada de terra, ao lado de um canavial, no distrito de Cambaratinga, em Ibitinga, cidade vizinha a Bariri. A jovem estava amarrada e amordaçada.

Segundo a Polícia Civil, o corpo foi localizado depois que um suspeito, Rodrigo Pereira Alves, de 37 anos, confessou o crime.

Ele é o homem flagrado por câmeras de vigilância abordando a universitária na saída de uma academia, oferecendo-se para trocar um pneu murcho do carro dela.
A polícia acredita que Alves premeditou o crime e murchou o pneu do carro com esse propósito.

Ele já tem passagens por sequestro, estupro e tentativa de latrocínio. Mariana havia fotografado Rodrigo quando ele trocava o pneu e mandou a foto para o namorado, o que também ajudou na identificação do criminoso.

O suspeito foi preso escondido no telhado de uma casa, em Itápolis, onde também foi encontrado o carro da vítima.

No veículo, foi encontrado uma faca, mas não havia marcas de sangue. Rodrigo trabalhava como pintor em uma chácara em frente à academia.

A jovem fazia curso de fisioterapia em uma universidade particular de Bauru. O corpo foi levado para perícia no Instituto Médico Legal (IML).

O laudo deve apontar a causa da morte e se a jovem sofreu violência sexual. Ainda não havia informação sobre o velório e o sepultamento.