Polícia faz buscas por suspeito de homicídio, em Cachoeirinha
capa

Polícia faz buscas por suspeito de homicídio, em Cachoeirinha

Homem trocou tiros com policiais antes de se esconder em área de matagal

Por
Correio do Povo

Polícia reforça patrulhamento em busca de dois suspeitos de crimes, em Cachoeirinha

publicidade

A Polícia Civil e a Brigada Militar montaram na manhã desta quarta-feira um cerco para capturar dois criminosos nos matagais e campos do bairro Chico Mendes, em Cachoeirinha. A dupla havia confrontando duas vezes com os agentes da 2ª DP de Cachoeirinha que cumpriam um mandado de busca e apreensão e outro mandado de prisão em uma residência na área. Alvo da ordem judicial, um foragido e um cúmplice, armados de pistolas, atiraram contra a equipe do delegado Maurício Barison. Na fuga, os bandidos tirotearam novamente e evadiram-se pelo mato. 

A região foi imediatamente cercada pelos policiais civis, inclusive de outras delegacias. Em apoio, os policiais militares do 26º BPM e também de batalhões de cidades vizinhas foram para o local. Um helicóptero do Batalhão de Aviação da BM prestou apoio aéreo, usando como base uma propriedade com campo aberto. Após algumas horas de varredura, a operação foi suspensa.

O titular da 2ª DP de Cachoeirinha, delegado Maurício Barison, explicou que o cumprimento das ordens judiciais ocorreu no âmbito de uma investigação. “O foragido tem três homicídios e tráfico de drogas. Quando chegamos na residência, eles tentaram empreender fuga e houve troca de tiros no pátio. Eles pularam por cima das casas e entraram em confronto com outra equipe nossa e depois fugiram pelo mato”, relatou. “Eles tentaram então roubar um carro de um morador que entrou em luta corporal, mas não conseguiram.” 

Titular da 1ª Delegacia de Polícia Regional Metropolitana, delegado Rodrigo Bozzetto, acompanhou pessoalmente com sua equipe a caçada aos dois criminosos. “Estava em uma reunião em Gravataí e soube da troca de tiros”, afirmou. “A investigação prossegue e será instaurado mais um inquérito, agora por tentativa de homicídio contra os policiais e também por tentativa de roubo.  "O foragido é perigoso”, ressaltou. “Temos de comemorar que nenhum policial ferido”, frisou. “É questão de tempo prendê-los. Não vamos medir esforços.”

O comandante do 26º BPM, tenente coronel Eduardo Ramos, também esteve no local. Após o encerramento da operação de buscas, ele manteve o efetivo na região. “Vamos continuar no entorno com algumas viaturas”, assegurou, ressaltando que o trabalho agora é de inteligência para prender a dupla criminosa.