capa

Polícia faz cerco contra suspeitos de roubo milionário em Santa Catarina

Na operação um homem já foi preso e uma ambulância apreendida

Por
Correio do Povo

Tiros atravessarem a proteção blindada do carro-forte

publicidade

A Polícia Militar de Santa Catarina foi mobilizada na manhã desta terça-feira para capturar alguns suspeitos de participação no ataque ao avião-pagador ocorrido na última quinta-feira passada no Aeroporto Regional de Blumenau. A caçada está concentrada na região de Navegantes. Três homens foram presos.

Em Ilhota, galpões que teriam sido usados pela quadrilha foram localizados. Toda as forças policiais na região do Vale do Itajaí estão em alerta. Uma ambulância com placas clonadas, com características semelhantes às utilizadas pelo Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu), foi apreendida. O veículo teria sido visto no dia do roubo. 

O assalto teria rendido cerca de R$ 9,8 milhões à quadrilha fortemente armada, inclusive com fuzis, que roubou os malotes recém chegados na aeronave de transporte de valores e que seria levado para um carro-forte da empresa Brinks. Os criminosos surpreenderam o piloto e o co-piloto da aeronave, mas ocorreu então a intervenção dos seguranças do carro-forte.

Houve um confronto e um dos tiros perfurou uma parede de um prédio, ferindo gravemente uma funcionária no refeitório de uma empresa. Socorrida, ela morreu durante atendimento médico no hospital. Dois vigilantes também foram atingidos e feridos após os tiros atravessarem a proteção blindada do carro-forte. Após se apossarem do dinheiro, a quadrilha fugiu em dois veículos.