Polícia Federal conclui inquéritos sobre conflitos indígenas na Reserva do Carreteiro

Polícia Federal conclui inquéritos sobre conflitos indígenas na Reserva do Carreteiro

Investigação resultou na deflagração das operações Carreteiro e Guerra e Paz em 2020 e 2021

Correio do Povo

Incidentes ocorreram em Água Santa

publicidade

A Polícia Federal concluiu os inquéritos policiais que investigavam os conflitos indígenas ocorridos na Reserva do Carreteiro, localizada no município de Água Santa, e que culminaram na deflagração da operação Carreteiro, em 4 de setembro de 2020, e da operação Guerra e Paz, em 30 de junho de 2021.

Durante os trabalhos investigativos e ações, a PF cumpriu 49 mandados de prisão e outros 77 mandados de busca e apreensão, com participação de mais de 300 policiais federais e mais de 200 agentes públicos de outras forças de segurança pública e instituições.

No decorrer dos inquéritos, um total de 65 pessoas foram indiciadas pelas práticas dos crimes de constituição de milícia privada e constrangimento ilegal qualificado pelo concurso de pessoas e uso de arma de fogo.
Vários outros procedimentos policiais permanecem em andamento e visam a apuração dos demais crimes praticados naquela reserva indígena nos anos 2020 e 2021, como homicídio, tentativas de homicídio, posse e porte ilegal de arma de fogo.

Conforme a Polícia Federal, os dois inquéritos principais foram encaminhados à Justiça Federal, aguardando manifestação do Ministério Público Federal.


Mais Lidas


Correio do Povo
DESDE 1º DE OUTUBRO 1895