Polícia identifica assaltantes de banco mortos em confronto com a BM no Vale do Taquari
capa

Polícia identifica assaltantes de banco mortos em confronto com a BM no Vale do Taquari

Eles haviam participado de um ataque a uma agência em Vespasiano Corrêa na terça-feira

Por
Correio do Povo

Ataque a agência de Vespaisano Corrêa aconteceu na terça-feira

publicidade

Os dois assaltantes de banco que morreram em confronto com policiais militares no interior de Muçum, durante fuga após ataque a um posto bancário de Vespasiano Corrêa, foram identificados. Tratam-se de criminosos oriundos de Cachoeirinha e Guaíba. Um deles, vulgo Dany Boy, já foi alvo por exemplo da operação Bad Boy da Delegacia de Roubo de Veículos do Departamento Estadual de Investigações Criminais da Polícia Civil em abril de 2013 e que resultou na prisão de 28 integrantes de quadrilha de roubos de veículos que agia na Capital e Região Metropolitana.

“Tendo em vista as informações coletadas durante o dia, o reconhecimento das fotografias dos cadáveres por parte dos policiais e o próprio comparecimento de familiares no posto médico legal dão conta que realmente são eles”, declarou nesta quinta-feira o delegado João Paulo de Abreu, da Delegacia de Repressão a Roubos do Departamento Estadual de Investigações Criminais, acrescentando que estão sendo aguardados os laudos periciais papiloscópicos para a confirmação oficial.

O segundo fazia parte da lista dos dez mais procurados no Rio Grande do Sul. Trata-se do assaltante de apelido Foguinho, proveniente de Cachoeirinha. Com antecedentes criminais por ataque a banco, assalto a estabelecimento comercial, roubo de veículo, estelionato e tráfico de drogas, ele já havia sido capturado em abril de 2011 pelo 17º BPM na Morada do Vale II, em Gravataí. Na época estava sendo investigado por participação em ataques a caixas eletrônicos, tendo sido decretada então a prisão pela Justiça de Parobé.

“Tendo em vista as informações coletadas durante o dia, o reconhecimento das fotografias dos cadáveres por parte dos policiais e o próprio comparecimento de familiares no posto médico legal dão conta que realmente são eles”, declarou nesta quinta-feira o delegado João Paulo de Abreu, da Delegacia de Repressão a Roubos do Departamento Estadual de Investigações Criminais, acrescentando que estão sendo aguardados os laudos periciais papiloscópicos para a confirmação oficial.

Já o bandido preso fazia parte da lista dos dez mais procurados no Rio Grande do Sul. Trata-se do assaltante de apelido Foguinho, proveniente de Cachoeirinha. Com antecedentes criminais por ataque a banco, assalto a estabelecimento comercial, roubo de veículo, estelionato e tráfico de drogas, ele já havia sido capturado em abril de 2011 pelo 17º BPM na Morada do Vale II, em Gravataí. Na época estava sendo investigado por participação em ataques a caixas eletrônicos, tendo sido decretada então a prisão pela Justiça de Parobé.

O confronto ocorreu durante as buscas da Brigada Militar à quadrilha que atacou um posto bancário do Banrisul e uma agência lotérica em Vespasiano Corrêa na madrugada de terça-feira. O 1º Batalhão de Operações Especiais da BM deparou-se com os bandidos na localidade de Linha Santa Lúcia, na zona rural de Muçum. Os brigadianos apreenderam um fuzil calibre 223 com cinco carregadores, uma espingarda calibre 12, duas pistolas calibres 9 milímetros com oito carregadores, um revólver calibre 38, mais de 485 cartuchos de munição das armas recolhidas, cinco toucas ninjas e três coletes balísticos. Houve a recuperação de quase R$ 31 mil em dinheiro que haviam sido roubado. Depois, com o prosseguimento do cerco na região, um suspeito de tentar resgatar dois cúmplices nos matagais foi detido pelos policiais militares após abandonar um Ford Ka. A BM mantém a varredura na área.