Polícia investiga participação de terceira pessoa no homicídio de pai e filho em Estância Velha
capa

Polícia investiga participação de terceira pessoa no homicídio de pai e filho em Estância Velha

Operação também prossegue na busca pelos dois suspeitos identificados

Por
Correio do Povo

Delegado Márcio Niederauer lidera as investigações

publicidade

A Polícia Civil divulgou os telefones 181 e (51) 3561-1110 para o repasse de informações, mesmo sob anonimato, que levem ao paradeiro dos foragidos envolvidos no latrocínio, com a morte de pai e filho, ocorrido na Elaine Óptica e Relojoaria, em Estância Velha, no último dia 10. Os suspeitos, identificados como Rafael Santos Domingues, 19 anos, e Davi dos Santos Mello, 20 anos, estão com as prisões preventivas decretadas. Eles fugiram no dia seguinte ao crime, após a repercussão do caso e por terem aparecido nas imagens da câmera do monitoramento do estabelecimento comercial mesmo com alguns disfarces, como óculos, cabelos e barbas aparadas. Além da operação de captura dos foragidos, as investigações prosseguem para esclarecer se existiria ou não uma terceira pessoa participando do crime.

Conforme a Polícia Civil, Davi residia na vila Palmeira, no bairro Santo Afonso, em Novo Hamburgo. Já Rafael morava na vila Brás, em São Leopoldo. O caso está com o titular da DP de Estância Velha, delegado Márcio Niederauer. Houve a criação de uma força-tarefa de quatro delegados e quinze agentes para elucidar o latrocínio

Um Ford Focus, com placas clonadas e roubado, encontrado no km 247 da BR 116, em São Leopoldo, pode ter ligação ou não com o assalto. No interior do veículo foi localizado um celular, que está sendo periciado. A quebra judicial do sigilo telefônico foi deferida e o dono do aparelho deve ser agora chamado. Um segundo carro, um Honda City, tinha sido encontrado na rua Ceará, perto da BR 116, em Novo Hamburgo, sendo confirmado que foi usado na fuga após o roubo a joalheria em Estância Velha. Roupas e dois pares de óculos foram recolhidos. Outros detalhes precisam ainda serem esclarecidos pelos policiais civis empenhados no trabalho investigativo.