Policial militar da reserva mata esposa e vizinha em São Borja

Policial militar da reserva mata esposa e vizinha em São Borja

Autor de disparos alega legítima defesa

Fred Marcovici

publicidade

Bastaram poucas horas em 2021 para a Brigada Militar atender ao primeiro feminicídio de 2021 na cidade de São Borja. Às 5h desta sexta-feira, as autoridades atenderam a uma ocorrência na Vila Arneldo Matter, onde Clairane dos Santos, 40 anos, foi morta pelo marido, um policial militar da reserva. Uma vizinha do casal, Fernanda Dornelles Coelho, 24 anos, também morreu após ser baleada, enquanto seu esposo, Welington Martins da Rosa, 18 anos, encontra-se hospitalizado por ter sido ferido por um disparo no ombro. 

De acordo com o sargento Isaac Carmo Cardozo, a motivação e as circunstância do crime ainda são incertas. Na residência do autor do crime, foram encontradas duas armas de fogo. O autor alega legítima defesa por "terem atentado contra a sua vida".

O policial militar da reserva morava apenas havia seis meses na cidade. Ele foi ferido no pé, atendido no Hospital Ivan Goulart, e teve alta logo depois. Preenchidos a documentação e procedimentos, ele foi conduzido ao Presídio Policial Militar, em Porto Alegre.


publicidade

publicidade

Correio do Povo
DESDE 1º DE OUTUBRO 1895