Preso último envolvido em morte de motorista de aplicativo em Alvorada

Preso último envolvido em morte de motorista de aplicativo em Alvorada

Latrocínio ocorrido em julho teve o envolvimento de outros três homens e foi registrado no bairro Americana

Correio do Povo

Quarto e último envolvido no crime, um jovem de 18 anos, foi preso pelos agentes

publicidade

 A equipe da 1ª DP de Alvorada, sob comando do delegado Carlos Eduardo Silva de Assis, anunciou a elucidação da morte de um motorista de aplicativo ocorrida durante assalto em julho deste ano. O quarto e último envolvido no latrocínio, um jovem de 18 anos, com antecedentes criminais inclusive por tráfico de drogas, foi preso na tarde de quinta-feira. “Este foi quem deu a facada”, observou à reportagem do Correio do Povo na manhã desta sexta-feira.

No dia 7 deste mês, os agentes cumpriram mandado de internação de dois adolescentes que foram apreendidos por ato infracional análogo ao crime de latrocínio. Um deles, de 14 anos, é considerado “perigoso” e desde os 13 anos tem praticado atos infracionais. "Ele tem no mínimo sete passagens por tráfico de drogas, associação para o tráfico de drogas e roubos...agora também por latrocínio”, observou o delegado Carlos Eduardo Silva de Assis.

O outro menor de idade, um colombiano que alegar estar com 17 anos, encontra-se de maneira irregular no país. "Na verdade, a gente nem sabe e nem tem certeza se ele é adolescente tendo em vista que não possui documentação. Isso vai ser repassado à Polícia Federal", acrescentou.

O motorista de aplicativo, identificado como Paulo Sérgio de Oliveira Ceolato, 50 anos, foi esfaqueado e morto ao amanhecer do dia 26 de julho deste ano no bairro Americana, em Alvorada. A vítima estava em um Renault Logan quando foi atacada pelo trio. Os pertences, como cartões bancários, documentos, dinheiro e celular, foram roubados. O chamado para uma corrida foi feito por outro indivíduo cadastrado no aplicativo e que foi detido em agosto passado. “Ao todo foram quatro envolvidos”, resumiu o titular da 1ª DP de Alvorada.

Veja Também

Horas antes do crime, um outro motorista de aplicativo também havia sido atacado e entrou em luta corporal, recebendo uma facada na mão do mesmo trio. “Ele reagiu e saiu lesionado no braço”, lembrou. “É importante o registro da ocorrência pois foi através dessa que tudo começou e conseguimos identificar que esses três autores também participaram da tentativa de latrocínio do primeiro profissional”, esclareceu o delegado Carlos Eduardo Silva de Assis.

 


publicidade

publicidade

Correio do Povo
DESDE 1º DE OUTUBRO 1895