Preso um dos maiores especialistas em arrombamento de caixas eletrônicos

Preso um dos maiores especialistas em arrombamento de caixas eletrônicos

Criminoso agia em todo o país e era investigado inclusive pela Polícia Federal do Rio Grande do Sul

Correio do Povo

Ferramentas e equipamentos usados em construções, como furadeiras, chaves de fenda, tesourões, martelos e capacetes, foram apreendidos

publicidade

A Polícia Federal anunciou nesta sexta-feira a prisão de um dos maiores especialistas em arrombamento de caixas eletrônicos que atuava por todo o país, inclusive no Rio Grande do Sul. A captura ocorreu durante a operação Payback deflagrada pela PF da Bahia na quinta-feira. Os agentes federais cumpriram mandados de prisão preventiva e mandados de busca e apreensão em Bahia, Santa Catarina e São Paulo. O criminoso e outros quatro cúmplices foram identificados como integrantes de uma quadrilha especializada em furtos de terminais bancários que atacou ao longo de março deste ano agências bancárias no interior da Bahia.

A quadrilha agia durante as madrugadas, invadindo os bancos através de aberturas feitas por pedreiros nas paredes, normalmente a partir de imóveis contíguos, que eram alugados pelo grupo. Houve o recolhimento de veículos e relógios de luxo, dinheiro, radiocomunicadores e ferramentas e equipamentos usados em construções, como furadeiras, chaves de fenda, tesourões, martelos e capacetes.

Rio Grande do Sul

A Delegacia de Repressão a Crimes Contra o Patrimônio da Polícia Federal, em Porto Alegre, investigava o criminoso pela participação do ataque à agência da Caixa Econômica Federal, ocorrido no dia 24 de junho do ano passado na avenida Assis Brasil, no bairro Cristo Redentor. Na ocasião, dois terminais bancários foram violados. Cerca de R$ 570 mil foram furtados.

Natural da cidade catarinense de Joinville, o bandido, de 37 anos, tinha mandado de prisão expedido pela Justiça Federal do Rio Grande do Sul. Em 2003, ele foi preso em flagrante durante ataque a agência do Unibanco em Esteio. Em 2012 havia sido detido após agir em uma unidade do Santander em Porto Alegre. Conforme a PF, o arrombador possui longo histórico de arrombamento a bancos em diversos estados. 

Joinville

Um dos principais polos do setor metal-mecânico, Joinville é considerado o berço dos arrombadores de terminais bancários. Várias quadrilhas originárias da cidade catarinense circulam por todo o país, sendo estimado cerca de 900 deles que estavam em atividade na última década. Antes de envolverem-se com a criminalidade, muitos tiveram formação nas indústrias da região, especializando-se no uso de maçaricos e furadeiras eletromagnéticas. Outros infiltraram-se em cursos técnicos justamente para aprenderem as técnicas de utilização de máquinas para corte de metais, sobretudo de aço.

A cidade teve ainda duas fábricas de terminais bancários na década de 1990, deixando ociosa uma mão de obra especializada. Os ataques dos “caixeiros” se intensificaram a partir dos anos 2000.

 


publicidade

publicidade

Correio do Povo
DESDE 1º DE OUTUBRO 1895