Presos de Rio Pardo são transferidos para realização de obras
capa

Presos de Rio Pardo são transferidos para realização de obras

Ao todo, 110 detentos foram transferidos para outros estabelecimentos penais

Por
Correio do Povo

Mobilização foi realizada sem incidentes devido ao forte esquema de segurança montado

publicidade

A Superintendência dos Serviços Penitenciários (Susepe) desocupou o Presídio Estadual de Rio Pardo para realização de obras de manutenção do telhado e rede elétrica. Ao todo, 110 detentos foram transferidos provisoriamente para outras unidades dos sistema prisional em uma operação realizada, sob forte esquema de segurança, ao longo da noite de segunda-feira.

O Presídio Regional de Santa Cruz do Sul recebeu 54 apenados, 27 presos foram levados para o Presídio Estadual de Encruzilhada, três para o Instituto Penal Miguel Dario e outros seis foram destinados ao Instituto Penal de Monitoramento Eletrônico da 8ªDPR levou seis. 

A operação mobilizou cerca de 80 agentes penitenciários com apoio da Brigada Militar no isolamento do entorno e do Corpo de Bombeiros Militar. Não houve incidentes. “A operação transcorreu dentro da normalidade, conforme planejamento prévio, sem nenhuma alteração”, informou em nota oficial a Susepe.

A transferência vai possibilitar a execução de uma reforma pontual no telhado e rede de energia elétrica da casa prisional. O Poder Judiciário autorizou a interdição do estabelecimento penal por até 90 dias para que os trabalhos sejam realizados.