Quadrilha atacava motoristas distraídos em veículos estacionados nas ruas de Porto Alegre

Quadrilha atacava motoristas distraídos em veículos estacionados nas ruas de Porto Alegre

Quatro criminosos foram presos durante operação da Polícia Civil na Capital e Viamão

Correio do Povo

Houve o cumprimento de 12 ordens judiciais

publicidade

Uma quadrilha especializada em atacar motoristas de veículos estacionados em vias públicas de vários bairros de Porto Alegre foi alvo ao amanhecer desta terça-feira da Polícia Civil. Os criminosos armados, com o emprego de violência ou grave ameaça, agiam sobretudo à noite e aproveitavam a distração das vítimas, muitas vezes mexendo no celular, dentro do carro parado. Além dos veículos, os ladrões levavam pertences pessoais, como bolsas, cartões de crédito, telefones celulares, dinheiro, documentos e carteiras, entre outros.

Agentes da Delegacia de Roubo de Veículos (DRV) do Departamento Estadual de Investigações Criminais (Deic) cumpriram 12 ordens judiciais de prisão e de busca e apreensão. Quatro criminosos foram detidos, sendo recolhidos os telefones celulares. Os mandados foram executados nos bairros Campo Novo, Sarandi, Tristeza, Jardim do Salso, São José, Cavalhada, Passo d'Areia, Mário Quintana, na Capital, além do bairro Santa Cecília, em Viamão. A ação teve participação da Brigada Militar.

As investigações começaram há cerca de quatro meses e identificaram os responsáveis que praticavam os roubos. Os criminosos atuavam no mínimo em duplas, sendo reconhecidos depois por fotografia pelas vítimas. “Os bairros mais visados eram Tristeza, Camaquã, Cristal, Menino Deus e Alto Petrópolis”, observou o titular da DRV, Segundo o delegado Rafael Liedtke, os modelos mais novos de veículos eram os mais visados pelos ladrões.

“Com o fim do ano se aproximando, com 13º salário e Natal, as pessoas andam com dinheiro e compras caras dentro dos carros. Esses indivíduos roubam tudo…”, observou. "Nesta época de final de ano é preciso ficar alerta. Eles procuraram vítimas desavisadas e distraídas…”, advertiu o delegado Rafael Liedtke. “Têm pessoas que ficam estacionadas mexendo no celular ou que chaveiam o carro e descem, mas ficam na calçada próximas do veículo. ”, constatou.

Os presos já possuem antecedentes por roubo de veículos, receptação, adulteração de sinais identificadores, homicídios e tráfico de drogas, entre outros. “Eles são perigosos, estão sendo armados e qualquer reação das vítimas...atiram mesmo”, alertou o titular da DRV.


publicidade

publicidade

Correio do Povo
DESDE 1º DE OUTUBRO 1895