Quatro caçadores são presos em flagrante pela Brigada Militar em Arroio Grande

Quatro caçadores são presos em flagrante pela Brigada Militar em Arroio Grande

Houve a apreensão de 54 marrecões abatidos, 48 chamas e quatro espingardas

Correio do Povo

BM recolheu ainda 628 munições intactas e outras 316 deflagradas, além de 118 chamas, 91 pontas de baletão e 40 cartuchos sem chumbo

publicidade

O Comando Ambiental da Brigada Militar (CABM) divulgou nesta sexta-feira o balanço de uma operação realizada no município de Arroio Grande. A Patrulha Ambiental (Patram) do 1º Batalhão Ambiental da BM em Pelotas fez uma ação na quinta-feira em uma propriedade rural, após receber denúncia de atividade de caça de marrecão.

No local indicado, os policiais militares flagraram quatro caçadores com 45 marrecões recentemente abatidos. Houve a apreensão de quatro espingardas calibre 12, sendo que três destas estavam devidamente registradas, mas uma delas estava sem procedência.

O efetivo da Patram recolheu ainda 628 munições intactas e outros 316 cartuchos deflagrados, além de 118 chamas utilizadas para caça de marrecão, uma espingarda calibre 12 desmontada, 91 pontas de baletão para recarga, 40 cartuchos sem chumbo e mais nove marrecões limpos e congelados.

Os quatro caçadores foram presos em flagrante e levados à Polícia Civil. Já as aves abatidas foram encaminhadas ao Núcleo de Reabilitação da Fauna Silvestre do Capão do Leão.

Santo Antônio da Patrulha 

Em Santo Antônio da Patrulha, o efetivo do 3° Batalhão Ambiental de Taquara esteve em um sítio com mantenedouro ilegal de aves da fauna silvestre e atividade de caça na localidade Campestre. Os pássaros em cativeiro não tinham autorização do órgão ambiental competente.

Os policiais militares apreenderam armadilhas, duas espingardas calibres 28 e 22, sendo que uma com numeração raspada, com 82. Um indivíduo foi preso.

Veja Também


publicidade

publicidade

Correio do Povo
DESDE 1º DE OUTUBRO 1895