Suplementos alimentares e anabolizantes são recolhidos pela Polícia Civil em Cachoeirinha

Suplementos alimentares e anabolizantes são recolhidos pela Polícia Civil em Cachoeirinha

Delegacia do Consumidor constatou que produtos não tinham procedência e muitos estavam vencidos

Correio do Povo

Responsável pela mercadoria ilegal foi preso em flagrante na residência situada no bairro Jardim do Bosque

publicidade

Uma operação do Departamento Estadual de Investigações Criminais (Deic) da Polícia Civil resultou na manhã desta sexta-feira na apreensão de cerca de 240 unidades de suplementos alimentares igualmente sem procedência e muitos com data de validade vencida. Houve ainda o recolhimento de 22 ampolas e frascos de esteroides anabolizantes de utilização restrita e em desacordo com legislação vigente, sem qualquer indicação de origem. A ação, conduzida pela Delegacia de Polícia de Proteção ao Consumidor, sob comando do delegado Joel Wagner, foi realizada no bairro Jardim do Bosque, em Cachoeirinha. O responsável pelos produtos ilegais foi preso em flagrante. "Ele vendia para academias de Porto Alegre e Região Metropolitana", observou.

Os agentes estavam munidos de um mandado de busca e apreensão com o objetivo de coibir crimes contra a saúde pública e contra as relações de consumo, resultando na prisão de um homem pela posse de substâncias controlada de procedência ignorada e em desacordo com a legislação vigente. Todo o material apreendido foi encontrado na residência do indivíduo, de 29 anos, que deve responder por crime hediondo contra a saúde pública e pelo crime contra as relações de consumo. O delegado Joel Wagner lembrou que muitos dos produtos tem utilização restrita à prescrição médica.

 

 


publicidade

publicidade

Correio do Povo
DESDE 1º DE OUTUBRO 1895