Susepe determina manutenção emergencial de caldeira na Penitenciária Feminina de Guaíba

Susepe determina manutenção emergencial de caldeira na Penitenciária Feminina de Guaíba

Denúncia apontava risco de explosão do equipamento e apenadas tomando banho frio

Correio do Povo

Casa prisional abriga 362 detentas

publicidade

A Superintendência dos Serviços Penitenciários (Susepe) informou em nota oficial que instruiu no último dia 21 o processo emergencial para a manutenção da caldeira da Penitenciária Estadual Feminina de Guaíba. “Além disso, está em tramitação processo para reestruturação do reservatório de água e licitatório de manutenção mensal”, esclareceu em nota oficial.

O problema na caldeira ocasiona oscilações no aquecimento da água. De acordo com denúncia, o sistema não estaria funcionando e a caldeira encontra-se há tempos com risco de explodir, ficando a mesma próxima de uma central de gás. Nesse sentido, as detentas estariam tomando banho até de água fria, mesmo com as baixas temperaturas.

A Penitenciária Estadual Feminina de Guaíba tem capacidade para 432 apenadas e conta com 362 mulheres privadas de liberdade.


Mais Lidas


Correio do Povo
DESDE 1º DE OUTUBRO 1895