Suspeito de ataques em Santa Catarina é morto em confronto com a PRF no RS

Suspeito de ataques em Santa Catarina é morto em confronto com a PRF no RS

Houve a apreensão de três carabinas, três revólveres e 118 munições na ação ocorrida em Terra de Areia, no Litoral Norte

Correio do Povo

Criminoso atuou nos atentados contra bases da PRF, em Itajaí, e da PM, em Piçarras, em SC

publicidade

Um dos autores dos atentados contra bases da Polícia Rodoviária Federal e da Polícia Militar em Santa Catarina acabou morto durante confronto ocorrido na noite da última segunda-feira no Rio Grande do Sul. O criminoso, um cearense de 26 anos, foi localizado escondido em Terra de Areia, no Litoral Norte do RS.

Os efetivos do Comando de Operações Especiais (COE) da PRF de SC e do RS cumpriram mandado de prisão temporária no município litorâneo gaúcho. O foragido resistiu à prisão e atirou contra os policiais rodoviários federais, sendo baleado.

Socorrido, o bandido não resistiu aos graves ferimentos e morreu durante atendimento médico em um hospital. Um revólver calibre 38, usado por ele, foi apreendido.

Na residência em que estava escondido, os policiais rodoviários federais encontraram ainda três carabinas, dois revólveres e um total de 118 munições. O morador, de 31 anos, com antecedentes por estupro, foi também detido.

Os ataques a tiros contra as bases da PRF, em Itajaí, e da PM, em Piçarras, ocorreram na quinta-feira passada, dia 05. Outros suspeitos foram presos no último sábado. A motocicleta empregada na ação criminosa também foi apreendida.

As investigações conjuntas entre PRF e PM de SC prosseguem para que todos os envolvidos sejam identificados e detidos. Os ataques seriam uma represália a uma operação policial ocorrida contra uma organização criminosa em Joinville. 


publicidade

publicidade

Correio do Povo
DESDE 1º DE OUTUBRO 1895