Suspeito de ser "matador” de facção criminosa é preso após troca de tiros em Uruguaiana

Suspeito de ser "matador” de facção criminosa é preso após troca de tiros em Uruguaiana

Um homem foi baleado e acabou preso e outro suspeito conseguiu fugir

Sidney de Jesus

Ação da Polícia Civil em Uruguaiana apreendeu pistola, munições, drogas, dinheiro, celulares e balança de precisão

publicidade

Após troca de tiros e perseguição a um veículo Hyundai HB20 clonado pelas ruas de Uruguaiana, policiais da Delegacia de Repressão ao Crime Organizado (Draco) prenderam, na noite dessa quarta-feira, um criminoso suspeito de integrar uma facção criminosa que comanda o tráfico de drogas na região, e que também é a responsável por diversos homicídios no município. Durante a perseguição, um outro suspeito de pertencer ao grupo criminoso conseguiu fugir.

A prisão ocorreu após abordagem dos policiais ao veículo que trafegava no bairro Tarragó. O carro estava ocupado por dois suspeitos de serem os “matadores” da organização criminosa. O veículo havia sido furtado em Tramandaí. Ao receberem a ordem para parar, a dupla de disparou com armas de fogo contra os policiais e tentou fugir pelas ruas do bairro. 

Ao serem perseguidos pelos policiais, os suspeitos desembarcaram do veículo e houve troca de tiros. Um dos criminosos ficou ferido no confronto e foi encaminhado para Hospital Santa Casa, em Uruguaiana. O outro suspeito de fazer parte da organização criminosa conseguiu fugir durante a ação.

Com o suspeito capturado foi apreendido uma pistola calibre 9mm, 28 cartuchos, e um aparelho celular. Foi lavrado o flagrante pelo delito de tentativa de homicídio contra os policiais, porte ilegal de arma de fogo e receptação de veículo roubado. 

De acordo com o titular da Delegacia de Repressão ao Crime Organizado (Draco), delegado André Serrão, os dois criminosos já estavam sendo monitorados pela polícia e eram suspeitos de terem realizados diversos homicídios ocorridos nos meses de dezembro, janeiro e fevereiro em Uruguaiana.

“Eles são uns dos “matadores” da facção. A prisão de um deles é importante para confirmarmos o mandante da organização criminosa, que já sabemos quem é, mas ainda precisamos de elementos de prova suficientes para incriminá-lo”, revelou o delegado, lembrando que o trabalho das equipes de segurança continua na tentativa de localizar o outro criminoso foragido.

Segundo ainda o delegado, com a ação foi possível impedir um homicídio que estaria por vias de acontecer, e que chegou ao conhecimento da polícia através de cooperação com Ministério Público.  “A informação é de que os suspeitos matariam, a mando da facção, mais uma vítima, por conta de dívidas”, revelou o delegado.

Outras prisões

Ainda durante a ação dos policiais da Delegacia de Repressão ao Crime Organizado (Draco), duas mulheres, de 23 e 25 anos, foram presas em suas residências após a investigação que apontou uma possível ligação com a facção criminosa. Com elas foram apreendidas 24 gramas de maconha, 10 gramas de crack, quatro celulares, uma balança de precisão e R$ 246 em dinheiro.

Veja Também


publicidade

publicidade

Correio do Povo
DESDE 1º DE OUTUBRO 1895