Trabalho escravo é alvo da Polícia Federal em Dois Irmãos e Morro Reuter

Trabalho escravo é alvo da Polícia Federal em Dois Irmãos e Morro Reuter

Investigação apura a situação de três imigrantes venezuelanos

Correio do Povo

Houve o cumprimento de três mandados de busca e apreensão e ainda fiscalização

publicidade

A operação Alforria, que visa o combate ao trabalho escravo, foi realizada na manhã desta quinta-feira pela Polícia Federal. A Inspeção do Trabalho no Rio Grande do Sul também participou da ação. Houve o cumprimento de três mandados de busca e apreensão e ainda fiscalização em estabelecimentos nos municípios de Dois Irmãos e Morro Reuter. Três cidadãos venezuelanos estariam trabalhando em condições análogas à de escravo.

A investigação iniciou a partir de informações repassadas pelo Centro de Apoio e Pastoral do Migrante (CAMI), indicando que um cidadão da Venezuela estaria sendo submetido a trabalhos forçados e à jornada exaustiva. Diligências realizadas possibilitaram a localização do imigrante que prestou depoimento à Polícia Federal, em Porto Alegre. Ele confirmou as informações e relatou ter sofrido ameaças e agressões, além de não receber salário. A vítima indicou mais dois compatriotas na mesma situação.

A operação tem por objetivo a coleta de provas para a instrução do inquérito policial, a identificação de outras vítimas, o resgate de trabalhadores e a autuação administrativa do proprietário do local.

 


publicidade

publicidade

Correio do Povo
DESDE 1º DE OUTUBRO 1895