capa

Vítima entrou em luta corporal, antes de ser baleada na Cidade Baixa

Homem de 28 anos morreu durante atendimento no Hospital de Pronto Socorro

Por
Franceli Stefani

Crime ocorreu perto de agência bancária na Cidade Baixa

publicidade

A vítima de assalto, que acabou morrendo em atendimento nesta terça-feira, entrou em luta corporal com o criminoso antes de ser baleada. Gabriel Pontes Fonseca Pinto, 28 anos, levou dois tiros no tórax, ao ser atacado no bairro Cidade Baixa, região central de Porto Alegre.

Após ser anunciado o assalto, por volta das 16h, ele lutou com o criminoso na esquina das ruas general Lima e Silva, com Alberto Torres. O rapaz, formado em Direito, foi levado por moradores ao Hospital de Pronto Socorro, mas não resistiu.

Segundo a 1ª Delegacia de Polícia, ainda não há informações conclusivas sobre o acontecido. “O caso vai ser encaminhado para a Delegacia de Homicídios, a equipe plantonista já está fazendo o levantamento. Tecnicamente, se nada foi levado, não podemos dizer que foi latrocínio. Ele estava com R$ 900 no bolso e com o celular”, frisou o delegado Paulo César Jardim.

Segundo o comandante do 9º BPM, tenente coronel Luciano Bueno, os PMs começaram as buscas ao criminoso assim que tomaram conhecimento do crime. “O rapaz caminhava pela Alberto Torres, passou por trás do criminoso, que estava na moto. A vítima seguiu em direção à Lima e Silva", explicou o policial. "Logo em seguida, foi atacada e lutaram. A vítima empurrou o bandido contra uma porta de vidro. Neste momento, o bandido efetuou os disparos”, detalhou o oficial. Fonseca teria saído de uma agência bancária.

Morador da Cidade Baixa, Daniel Castro, de 23 anos, foi uma das pessoas que auxiliaram no socorro. “Vi que ele tentou reagir a abordagem, foi alvejado e caiu em frente ao um restaurante. Ele estava bastante ofegante e não conseguia responder aos nossos estímulos”, destacou.