Violência doméstica é alvo da Polícia Civil em Nova Santa Rita

Violência doméstica é alvo da Polícia Civil em Nova Santa Rita

Ação foi realizada após três meses de investigações no município

Correio do Povo

Seis mandados judiciais de busca e apreensão foram cumpridos, sendo recolhido armamento

publicidade

A Polícia Civil realizou na manhã desta sexta-feira a operação Santa II que visa combater a violência doméstica em Nova Santa Rita. Seis mandados judiciais de busca e apreensão foram cumpridos por 50 agentes em 18 viaturas, após três meses de investigações que identificaram situações de violência doméstica, injúrias e ameaças com arma de fogo no município. Houve apoio aéreo na ação. Três prisões em flagrante foram efetuadas Os agentes recolheram ainda quatro armas de fogo sendo três revólveres calibres 38 e uma espingarda calibre 12, um total de 37 munições, um simulacro de pistola, uma roupa camuflada, uma touca ninja, um facão, três telefones celulares e cerca de R4 2 mil em dinheiro, entre outros. 

A coordenação foi do delegado Mario Souza, que dirige a 2ª Delegacia de Polícia Regional Metropolitana. Entre os casos investigados está o de uma vítima cujo companheiro, durante uma briga, pegou a arma, mostrou para ela e deixou em cima da cama junto com munição para coagir a mulher. Ao ser acionada a Brigada Militar, ele fugiu. Na casa, os policiais militares apreenderam o armamento, chumbo, pólvora, buchas de recarga de munição, estojos e cartucheiras.

O delegado Mário Souza observou que “o enfrentamento aos crimes com emprego de arma de fogo e violência doméstica são prioridades” e que “as agressões serão apuradas e os autores serão responsabilizados”.


publicidade

publicidade

Correio do Povo
DESDE 1º DE OUTUBRO 1895