"Aécio faz o possível para deixar tudo como está", diz Tasso em convenção
capa

"Aécio faz o possível para deixar tudo como está", diz Tasso em convenção

Senador destacou que dentro da sigla há "diferentes tipos de tucanos"

Por
AE

Senador destacou que dentro da sigla há "diferentes tipos de tucanos"


publicidade

Um dia após ser destituído da presidência interina do PSDB por Aécio Neves (MG), o senador Tasso Jereissati (CE) reforçou, nesta sexta-feira, a campanha por mudanças profundas no partido. "Ele (Aécio) não nos quer conduzindo esse processo e está fazendo o possível no intuito de colocar candidatos que defendem a linha dele de deixar como tudo como está", declarou o cearense, durante a convenção estadual da sigla em Fortaleza.

Tasso voltou a falar em "diferentes tipos de tucanos" e do momento de desafio para "separar o joio do trigo". Defensor do desembarque imediato do PSDB do governo Temer e da entrega dos cargos de ministros, o senador oficializou a candidatura à presidência do PSDB na quarta-feira. Na quinta, Aécio o destituiu do cargo de interino sob o argumento da exigência de "isonomia" às vésperas da convenção nacional que vai escolher o novo presidente, em 9 de dezembro.

"Existe o PSDB nosso, que teve uma grande revolução aqui no Ceará, o PSDB de Mário Covas e Fernando Henrique, que acabaram com a inflação e mudaram o Brasil, e existe o PSDB do momento, que ao longo dos anos perdeu o rumo." Questionado sobre a possibilidade de ter o atual governador do Estado de São Paulo, Geraldo Alckmin, como concorrente, Tasso apenas afirmou que apoiaria a candidatura do colega paulista. Alckmin saiu em defesa de Tasso na quinta-feira, acusando Aécio de ter tomado uma decisão irresponsável ao destituí-lo.

O senador cearense ainda negou a possibilidade de se candidatar ao governo do Estado do Ceará, que já comandou três vezes. Uma eventual candidatura à Presidência da República, como sondam tucanos aecistas, não foi comentada. A convenção foi encerrada com a eleição do ex-deputado estadual Francenir Guedes como presidente estadual do partido no Ceará.