Abertura de processo de impeachment contra Witzel é publicada

Abertura de processo de impeachment contra Witzel é publicada

Governador é acusado de crime de responsabilidade

AE

Governador do Rio de Janeiro tem processo de impeachment aberto

publicidade

A autorização para abertura do processo de impeachment contra o governador do Rio de Janeiro, Wilson Witzel (PSC), foi publicada nesta segunda-feira no Diário Oficial do Estado. Com isso, os partidos que compõem a Assembleia Legislativa (Alerj) têm agora 48 horas para indicar os membros da comissão especial que irá analisar a denúncia.

A abertura do processo foi decidida na quarta-feira passada, dia 10, por 69 dos 70 deputados que compõem a Alerj - o outro, Rosenverg Reis (MDB), não participou da sessão virtual. Apesar da decisão, Witzel não foi afastado imediatamente do cargo.

A partir da publicação do Diário Oficial desta segunda, o calendário previsto para o trâmite de todo o processo passa a correr. A comissão irá definir um presidente e um relator, e Wilson Witzel terá dez sessões para se defender.

Ele é acusado de crime de responsabilidade a partir de problemas na compra de respiradores e nos contratos para construção de hospitais de campanha na pandemia de Covid-19. Um parecer do Tribunal de Contas do Estado (TCE) que sugere a rejeição das contas do governo do ano passado também embasam o pedido.

Na semana passada, logo após a sessão da Alerj que votou pela abertura de processo, o governador do Rio divulgou nota para dizer que recebia a decisão com "espírito democrático". Ele se disse tranquilo e afirmou ser inocente. "Fui eleito tendo como pilar o combate à corrupção e não abandonei em nenhum momento essa bandeira. E é isso que, humildemente, irei demonstrar para as senhoras deputadas e senhores deputados", declarou.

 


publicidade

publicidade

Correio do Povo
DESDE 1º DE OUTUBRO 1895