Alcolumbre diz que acusações em inquéritos no STF serão "esclarecidas"
capa

Alcolumbre diz que acusações em inquéritos no STF serão "esclarecidas"

Novo presidente da Câmara dos Deputados é alvo de dois inquéritos sobre campanha ao Senado em 2014

Por
AE

Deputado teria apresentado notas fiscais falsas ao TRE durante campanha de 2014


publicidade

O novo presidente do Senado, Davi Alcolumbre (DEM-AP), afirmou em nota, na noite desse domingo que as "alegações" que sustentam dois inquéritos dos quais é alvo no Supremo Tribunal Federal serão "esclarecidas e devidamente dirimidas". As ações dizem respeito à campanha que o elegeu ao Senado em 2014 e indicam que Alcolumbre utilizou notas fiscais falsas na prestação de contas ao Tribunal Regional Eleitoral.

"Os dois inquéritos estão relacionados à prestação de contas da campanha de Davi Alcolumbre ao Senado em 2014. A prestação de contas foi aprovada pelo Tribunal Regional Eleitoral do Amapá e o MDB recorreu. O senador Davi Alcolumbre está convicto de que, ao final das apurações, restarão todas as alegações esclarecidas e devidamente dirimidas", diz a nota distribuída pelo parlamentar.

"O cumpridor de missões"

Alcolumbre é classificado pelo Palácio do Planalto como um homem que cumpre missões. O governo avalia que, após a disputa tensa e acirrada no Senado para desbancar Renan Calheiros (MDB-AL), poderá contar com Alcolumbre no apoio à tramitação de seus projetos na Casa.

Lançado ao comando do Congresso como alternativa à "velha política", com um discurso que incendeia as redes sociais, o senador foi avalizado pelo ministro da Casa Civil, Onyx Lorenzoni, que decidiu enfrentar até mesmo críticas de correligionários do DEM para interferir na disputa.