Amôedo prevê crescimento do Novo nas eleições de 2020
capa

Amôedo prevê crescimento do Novo nas eleições de 2020

O presidente nacional do partido está em Porto Alegre para eventos sobre a disputa do ano que vem

Por
Mauren Xavier

Presidente do Partido Novo, João Amôedo, participou do programa Esfera Pública

publicidade

Em Porto Alegre para participar de evento de preparação para as eleições municipais de 2020, o presidente nacional do Novo e ex-candidato à presidência da República, João Amôedo, ressaltou as boas expectativas para o pleito do ano que vem. Entre as mudanças que beneficiam o partido está o fato de que, com a composição da bancada no Congresso, o Novo passará a ter tempo de horário eleitoral. Além disso, o partido também poderá participar dos debates, o que não ocorreu nos últimos anos. "Com os debates, acredito que poderemos ter uma visibilidade muito maior", avaliou.

Ressaltou que uma das alterações nas regras eleitorais, que trata das coligações, já está bem resolvida internamente no partido. "Muitas vezes (as coligações) é para dividir o tempo de televisão e em benefício a acordos locais. Mas é difícil (no caso do Novo), até porque uma das primeiras coisas que a gente prega é a não utilização de recursos públicos. E, com exceção do Novo, todos os partidos utilizam o fundo, o que dificulta o entendimento", detalhou. 

Ao detalhar as diferenças do partido, citou o fato de que os candidatos normalmente são pessoas que estão concorrendo pela primeira vez. E para serem candidatas pelo partido precisam passar por um processo de seleção. Assim, acredita que a tendência é que o partido cresça com qualidade na próxima eleição.

Bolsonaro 

O presidente do Novo também demonstrou preocupações em relação ao início do governo do presidente Jair Bolsonaro. Citou que as polêmicas, o ataque às instituições e o discurso de disputa eleitoral não são favoráveis. Apesar de ter um filiado no ministério de Bolsonaro, Ricardo Salles (Meio Ambiente), ele ressaltou que o partido não faz parte do governo.