"Antes de obras novas, queremos concluir obras inacabadas", diz Bolsonaro

"Antes de obras novas, queremos concluir obras inacabadas", diz Bolsonaro

Ao todo, estimativa do Planalto é de finalizar 33 projetos, dos quais 25 foram iniciados nos governos de Lula e Dilma Rousseff

AE e Correio do Povo

Postagem compartilhou ainda o vídeo de uma declaração do ministro de Infraestrutura

publicidade

O presidente Jair Bolsonaro publicou neste domingo a mensagem de que seu governo vai priorizar a conclusão de obras não terminadas de governos anteriores antes de iniciar novas. Ao todo, a estimativa do Planalto é finalizar 33 projetos no segundo semestre, dos quais 25 foram iniciadas nos governos de Lula e Dilma Rousseff (PT). "O nosso governo, antes de obras novas, queremos concluir obras inacabadas há 10, 20, 30, 40 anos", afirmou em sua conta no Twitter.

A postagem compartilhou ainda o vídeo de uma declaração do ministro de Infraestrutura, Tarcísio de Freitas, admitindo que o governo está, sim, inaugurando obras de governos anteriores. "Sempre se questiona ou critica a falta de continuidade dos governos", disse.

"Terminamos obras de outros governos. Quem bom", disse o ministro sob alguns aplausos no vídeo em que participa de audiência da Comissão de Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável da Câmara dos Deputados. "Não podemos reinventar o Brasil a cada quatro anos. Infraestrutura é uma questão de Estado, é uma questão de longo prazo", afirmou Freitas no vídeo.

Obras rodoviárias representam mais da metade do pacote de entregas. A maioria faz parte do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC), criado pelo governo do PT em 2007. Entre elas está a duplicação da BR-116, no Rio Grande do Sul, e a construção da BR-230, no Pará, conhecida como rodovia Transamazônica.

 

publicidade

publicidade

Correio do Povo
DESDE 1º DE OUTUBRO 1895