Apesar de restrita, posse de Fux tem cinco infectados por coronavírus

Apesar de restrita, posse de Fux tem cinco infectados por coronavírus

Cerimônia teve cerca de 50 autoridades, divisórias de acrílico e redução de protocolos

Por
R7

Jair Bolsonaro e Davi Alcolumbre, estiveram ao lado de Fux, mas já tiveram coronavírus


publicidade

Apesar de restrita a 50 convidados, e de medidas de distanciamento, a posse do presidente Supremo Tribunal Federal (STF), Luiz Fux, na última quinta-feira deixou, até agora, cinco autoridades infectadas pelo novo coronavírus, incluindo o próprio Fux e o presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ).

Além deles, os ministros do Superior Tribunal de Justiça (STJ) Luis Felipe Salomão e Antonio Saldanha Palheiro tiveram diagnóstico positivo. Dos cinco infectados, a presidente do Tribunal Superior do Trabalho (TST), ministra Maria Cristina Peduzzi, é a única hospitalizada desde a noite dessa terça-feira. O diagnóstico positivo foi confirmado nesta quarta pela assessoria do tribunal.

Os presidentes da República, Jair Bolsonaro, e do Senado, Davi Alcolumbre, estiveram ao lado de Fux, mas já tiveram coronavírus. 

Os ministros do STF que estiveram na posse estão sendo testados. O teste do ministro Luís Roberto Barroso deu negativo. Ministros do STJ também estão sendo monitorados. Além do presidente da Corte, Humberto Martins, de Luis Felipe Salomão e Antonio Saldanha Palheiro, estavam na posse os ministros Benedito Gonçalves, Marco Aurélio Bellizze, Joel Ilan Paciornik e Hamilton Carvalhido (aposentado).

Em função da pandemia do novo coronavírus, a posse de Fux teve um número restrito de autoridades, apenas 50 dos 250 lugares do plenário seriam ocupados, divisórias de acrílico na bancada dos ministros, não houve recepção ou festa e a tradicional foto com a nova formação do tribunal não foi feita.


Em maio, a posse do presidente do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) foi ainda mais restrita, com apenas duas autoridades, a ministra Rosa Weber e o ministro Luís Felipe Salomão, além de Barroso e Fachin, que tomou posse na vice-presidência. As demais autoridades participaram via teleconferência.