Bolsonaro deverá se manifestar em 5 dias sobre provas de fraude nas eleições

Bolsonaro deverá se manifestar em 5 dias sobre provas de fraude nas eleições

Presidente afirmou, mas Planalto não apresentou sustentação das acusações

Estadão Conteúdo

Presidente voltou a dizer a manifestantes que houve fraude

publicidade

O juiz José Vidal Silva Neto, da 4ª Vara Federal do Ceará, mandou o presidente Jair Bolsonaro se manifestar em até cinco dias na ação civil pública que cobra a apresentação das supostas "provas" de fraude nas eleições de 2018. O despacho foi deferido no processo apresentado pelo deputado federal Célio Studart (PV-CE).

Bolsonaro afirmou em março, durante viagem aos Estados Unidos, ter "provas" em mãos que ele teria sido eleito no primeiro turno . “E nós temos não apenas palavra, nós temos comprovado, brevemente eu quero mostrar”, disse. Até o momento, o Planalto não apresentou nenhuma prova para sustentar as alegações, criticadas pela Justiça Eleitoral. 

Na semana passada, o presidente reafirmou posição de supostas fraudes nas eleições, dizendo a eleitores que teria sido eleito em primeiro turno, mas recusou-se a apresentar provas para sustentar as declarações. Bolsonaro se limitou a dizer que elas seriam apresentadas "juntamente com um projeto de lei" sobre o tema.

“A incompleta acusação de Jair Messias Bolsonaro, que reprisa supostos fatos sem apresentar provas, põe em risco a democracia brasileira. Fragiliza o meio pelo qual o povo escolhe seus representantes”, afirmou Studart, à Justiça. “Algo que, paradoxalmente, descredibilizaria também a representação outorgada pelo povo a seus filhos e demais correligionários que detêm mandato popular”.
 


publicidade

publicidade

Correio do Povo
DESDE 1º DE OUTUBRO 1895