Bolsonaro diz que evitará falar com imprensa após ataques relatados pela Fenaj
capa

Bolsonaro diz que evitará falar com imprensa após ataques relatados pela Fenaj

Relatório da entidade aponta que presidente foi responsável por 58% dos ataques a veículos de comunicação em 2019

Por
AE

Bolsonaro atacou 121 vezes a imprensa no ano passado, segundo Fenaj

publicidade

O presidente Jair Bolsonaro afirmou nesta quarta-feira que vai evitar falar com a imprensa após levantamento da Federação Nacional dos Jornalistas (Fenaj) indicar que ele foi responsável por 58% dos ataques à categoria no ano passado. O documento da entidade, divulgado na quinta-feira passada, mostra que 208 ataques a veículos de comunicação e jornalistas foram registrados no ano passado. Desses, Bolsonaro foi responsável por 121.

Ao falar com jornalistas que o aguardavam na entrada do Palácio da Alvorada, na manhã desta quarta, Bolsonaro fez referência a um suposto processo contra ele da "Associação Nacional de Jornalistas". O Palácio do Planalto não soube informar, até o momento, de qual processo se trata.

"Eu quero falar com vocês, mas a Associação Nacional de Jornalistas diz que, quando eu falo, eu agrido vocês. Como eu sou uma pessoa da paz, não vou dar entrevista. Não posso agredir vocês aí. Manda tirar o processo que eu volto a conversar", disse Bolsonaro.