Bolsonaro responde a presidente argentino: “Para ele não tem vacina”

Bolsonaro responde a presidente argentino: “Para ele não tem vacina”

Mandatário do país vizinho deu declaração com teor xenofóbico contra brasileiros e mexicanos em evento com premiê espanhol

R7

Bolsonaro respondeu ao comentário feito por Fernández nessa quarta

publicidade

O presidente Jair Bolsonaro respondeu ao mandatário da Argentina, Alberto Fernández, que nesta quarta-feira deu uma declaração com teor xenofóbico contra brasileiros e mexicanos ao tentar reforçar laços com a Europa. 

"O presidente da Argentina falou que eles (argentinos) vieram da Europa de barco e nós, da selva. Eu lembro que depois que o (Hugo) Chávez morreu e o (Nicolás) Maduro assumiu, ele (Maduro) falava com os passarinhos que, segundo ele,  estavam encarnados na figura do Chávez. Eu acho que o Maduro e o Fernández, para eles, não têm vacina", disse Bolsonaro. 

Veja Também

A polêmica declaração de Fernández ocorreu durante uma coletiva com o primeiro-ministro da Espanha, Pedro Sánchez, na Casa Rosada, sede do governo, em Buenos Aires.

Confusão

No entanto, a frase não foi escrita pelo poeta mexicano Octavio Paz. Na realidade, trata-se de uma estrofe da música "Llegamos de los barcos" ("Chegamos nos barcos") do roqueiro argentino Lito Nebbia, amigo pessoal de Fernández, segundo o jornal Clarín.

A citação de Paz, vencedor do prêmio Nobel de literatura em 1990, foi "os mexicanos descendem dos aztecas, os peruanos dos incas e os argentinos, dos barcos" e foi dita como uma crítica à pouca miscigenação do povo argentino. 

Mais tarde, em seu perfil no Twitter, o presidente da Argentina tentou justificar e disse que "na primeira metade do século 20 recebemos 5 milhões de imigrantes que conviveram com nossos povos originários" e também que "não quis ofender ninguém, de todas as formas, a quem tenha se sentido ofendido ou invisibilizado, desde já minhas desculpas".


publicidade

publicidade

Correio do Povo
DESDE 1º DE OUTUBRO 1895