"Brasil patina, patina, e não sai do lugar", diz Mourão durante palestra em Porto Alegre

"Brasil patina, patina, e não sai do lugar", diz Mourão durante palestra em Porto Alegre

Vice-presidente está na capital gaúcha, nesta sexta-feira, para receber o título de Irmão da Santa Casa de Misericórdia

Eduardo Andrejew

Vice-presidente está na capital gaúcha, nesta sexta-feira, gravado uma palestra para congresso que ocorrerá na semana que vem

publicidade

Em discurso de cerca de uma hora, o vice-presidente Hamilton Mourão comentou, nesta sexta-feira, o panorama político, econômico e social que vive o Brasil atualmente. "O Brasil patina, patina, e não sai do lugar", comentou brevemente citando que o País hoje enfrenta três crises simultâneas: política, econômica e psicossocial.

A fala gravada hoje no Centro Histórico-Cultural Santa Casa, em Porto Alegre, será reproduzida no Congresso da Sociedade de Cardiologia do Rio Grande do Sul na semana que vem. A presença de Mourão na capital gaúcha também se deu por conta do recebimento do título de Irmão da Santa Casa de Misericórdia da Capital, concedido ao vice-presidente no ano passado.

Sobre a próximo pleito eleitoral, assunto bastante comentado pelo presidente Jair Bolsonaro no que diz respeito ao sistema de voto, Mourão afirmou que a reeleição não faz bem ao Brasil, assim como o grande volume de partidos. Segundo ele, são entraves que acabam dificultando a realização de um bom governo. "Políticos são eleitos em um dia e no outro já estão pensando no próximo pleito”, disse.

Em relação às finanças, o vice-presidente falou de problemas como a dívida pública, que triplicou nos últimos 12 anos, a inflação e desemprego, entre outros. Como solução para os múltiplos problemas do Brasil, apresentou dois pilares que considera fundamentais: a resolução das contas públicas e a retomada da produtividade. Para isso, Mourão citou a reforma tributária como fundamental. No caso da produtividade, defendeu privatizações e a desburocratização. O vice-presidente também se deteve longamente ao caso da Amazônia, destacando ainda o trabalho do Conselho Nacional da Amazônia Legal, o qual preside. Entre as medidas, citou o combate ao desmatamento.

Abrindo discussão à conjuntura internacional, Mourão comentou os riscos da rivalidade entre a China e os Estados Unidos. Observou que neste embate, o Brasil deve agir com flexibilidade e pragmatismo. 

Durante a gravação da palestra, Mourão esteve acompanhado do presidente da Sociedade de Cardiologia do Rio Grande do Sul, Mário Wiehe, do médico Fernando Lucchese e do escritor Denis Rosenfield.

Mourão toma posse como irmão da Santa Casa de Misericórdia de Porto Alegre 

O vice-presidente Hamilton Mourão tomou posse como irmão da Santa Casa de Misericórdia de Porto Alegre no final da manhã desta sexta-feira. A cerimônia foi realizada no Centro Histórico-Cultural Santa Casa (CHC). Mourão teve seu nome aprovado pela Mesa Diretora da Irmandade ainda em setembro de 2020, mas devido à pandemia só pôde fazer os atos formais hoje na presença do provedor Alfredo Englert, de diretores executivos e médicos, além de convidados.

Além do trabalho voluntário em prol da promoção da saúde, cabe aos membros da irmandade eleger o provedor, que administra a instituição. Ao tomar posse, Mourão se disse extremamente honrado. “Estarei sempre pronto para acudir a essa casa sempre que se fizer necessária a minha presença”, prometeu.

Englert, por sua vez, disse ser uma grande honra receber Mourão na irmandade. Entre outras autoridades, o evento foi acompanhado pelo deputado estadual Tenente Coronel Zucco.


Mais Lidas


Correio do Povo
DESDE 1º DE OUTUBRO 1895