Candidato à presidência da Câmara, Arthur Lira busca garantir votos de deputados gaúchos

Candidato à presidência da Câmara, Arthur Lira busca garantir votos de deputados gaúchos

Parlamentar esteve nesta segunda em Porto Alegre e se comprometeu em avançar em pautas econômicas na Casa

Rádio Guaíba

Para se eleger presidente da Câmara são necessários 257 votos em primeiro ou segundo turnos

publicidade

O candidato à presidência da Câmara dos Deputados Arthur Lira (PP-AL) esteve, nesta segunda-feira, em Porto Alegre para buscar apoio de deputados da bancada gaúcha. Em reunião-almoço, o parlamentar se comprometeu em avançar em pautas econômicas na Casa.

Lira ainda ressaltou que após a análise do orçamento para 2021 e da PEC Emergencial, um programa para as pessoas que ficaram sem renda durante a pandemia deveria ser analisado no Congresso. Com a campanha “Para toda a Câmara ter voz”, Lira lembrou que mais de 40 mil projetos de origem parlamentar estão engavetados na Casa.

Os principais candidatos à presidência da Casa estão fazendo o ‘corpo a corpo’ para obter apoio de seus pares. Ele tem viajado pelas capitais de todos os estados para buscar apoio. Além de Lira, o deputado Baleia Rossi (MDB-SP), candidato do atual presidente Rodrigo Maia (DEM-RJ), vem ao Rio Grande do Sul na próxima quarta-feira.

Líder do Centrão, Arthur Lira é o candidato do Palácio do Planalto, mesmo já tendo sido acusado pelo Ministério Público Federal (MPF) de ter integrado um esquema milionário de “rachadinha” na Assembleia Legislativa de Alagoas.

Para se eleger presidente da Câmara são necessários 257 votos em primeiro ou segundo turnos. Até 1º de fevereiro, mais deputados ainda poderão colocar buscar candidatura.

Eleição presencial

Rodrigo Maia confirmou nesta segunda-feira que as eleições para o comando da Casa serão realizadas de forma presencial em 1º de fevereiro. A decisão foi tomada pela Mesa Diretora da Casa, com voto contrário de Maia.

A Casa estudava a possibilidade de voto virtual ao menos para os deputados do grupo de risco na pandemia de Covid-19, mas o bloco do candidato Arthur Lira era contra. O Progressistas já havia questionado oficialmente a Câmara, inclusive, levantando suspeitas sobre ataques hackers.

Veja Também


publicidade

publicidade

Correio do Povo
DESDE 1º DE OUTUBRO 1895