Chefes do Exército, Aeronáutica e Marinha serão substituídos, diz Defesa

Chefes do Exército, Aeronáutica e Marinha serão substituídos, diz Defesa

Decisão é uma resposta à saída repentina de Fernando Azevedo da chefia do Ministério da Defesa

R7

Chefes do Exército, Aeronáutica e Marinha serão substituídos, diz Defesa

publicidade

Os comandantes do Exército, Edson Leal Pujol, da Marinha, Ilques Barbosa Júnior, e da Aeronáutica, Antônio Carlos Moretti Bermudez, serão substituídos dos cargos, anunciou o Ministério da Defesa em nota oficial, nesta terça-feira (30). A decisão é uma resposta à saída repentina de Fernando Azevedo da chefia do Ministério da Defesa, que foi demitido pelo presidente Jair Bolsonaro ontem.

A decisão foi comunicada em reunião realizada nesta terça-feira (30), com presença do Ministro da Defesa nomeado, Braga Netto, do ex-ministro, Fernando Azevedo, e dos Comandantes das Forças. Apesar de a nota não deixar claro se houve uma renúncia conjunta ou se a decisão partiu do Palácio do Planalto, desde ontem fontes militares indicavam que os três colocariam os cargos à disposição.

Veja Também

Segundo a reportagem do R7, há insatisfação na forma como Fernando Azevedo foi substituído. O general era visto como uma espécie de anteparo a movimentos do Palácio do Planalto de atrelamento automático das Forças Armadas aos interesses políticos do presidente Jair Bolsonaro. “Não haverá politização das Forças Armadas”, disseram desde a tarde desta segunda-feira fontes da área militar. “Vamos deixar a política para os políticos”, reforçou um oficial da Marinha ligado à cúpula da Defesa antes da reunião realizada nesta terça. 

A saída de Pujol já seria um desejo antigo de Bolsonaro, mas até então não havia sido concretizada porque o então ministro da Defesa Fernando Azevedo fazia uma resistência, condenando a ideia. 

Além das mudanças nas Forças Armadas, o presidente Jair Bolsonaro fez modificações em outras pastas, principalmente depois do pedido de demissão de Ernesto Araújo, então ministro das Relações Exteriores. 

Veja aqui os novos ministros das seis pastas:

- Relações Exteriores: Carlos Alberto Franco França;
- Defesa: Walter Braga Netto; 
- Casa Civil: Luiz Eduardo Ramos;
- Secretaria de Governo: Flávia Arruda;
- Advocacia-Geral da União: André Mendonça;
- Justiça e Segurança Pública: Anderson Torres.


publicidade

publicidade

Correio do Povo
DESDE 1º DE OUTUBRO 1895