Cirurgia de Bolsonaro termina sem complicações

Cirurgia de Bolsonaro termina sem complicações

Presidente foi operado no Hospital Israelita Albert Einstein, em São Paulo, e está estável, sem febre e sem dores

R7

Cirurgia de Bolsonaro termina sem complicações

publicidade

A cirurgia do presidente Jair Bolsonaro foi realizada em 1h30 e terminou sem complicações nesta sexta-feira (25). Segundo boletim médico enviado pelo hospital Israelita Albert Einstein, a pedra na bexiga foi completamente removida. Bolsonaro está clinicamente estável, sem febre e sem dores.

A cirurgia foi endoscópica, ou seja, sem cortes. Para retirar a pedra, também chamada de cálculo, é colocada uma sonda na uretra. Por meio da sonda é intronduzido um aparelho muito pequeno que tem uma câmera e um laser.

O presidente chegou em São Paulo (SP) na manhã desta sexta e deu entrada no hospital às 7h. A expectativa é de que o presidente possa volta à Brasília neste sábado (26). Há cerca de um mês, quando Bolsonaro anunciou a necessidade da cirurgia, afirmou que tinha pedra na bexiga há mais de cinco anos e que era de "estimação". 

"Esse cálculo aqui é de estimação. Eu tenho há mais de cinco anos. Está na bexiga e é maior que um grão de feijão. E resolvi tirá-lo porque deve estar ferindo internamente a bexiga", explicou.

Leia o boletim na íntegra:

"O Excelentíssimo Presidente da República Jair Bolsonaro foi submetido à intervenção cirúrgica de Cistolitotripsia endoscópica para a retirada de cálculo da bexiga. O procedimento foi realizado sem intercorrências, com duração de 01h30 e o cálculo foi totalmente removido. No momento, o paciente encontra-se estável clinicamente, afebril e sem dor.

Dr. Leandro Santini Echenique, cardiologista
Dr. Leonardo Lima Borges, urologista
Dr. Miguel Cendoroglo, Diretor-Superintendente do Hospital Israelita Albert Einstein"


publicidade

publicidade

Correio do Povo
DESDE 1º DE OUTUBRO 1895