Defensoria pede na Justiça divulgação diária de dado integral sobre a Covid-19 até 19h

Defensoria pede na Justiça divulgação diária de dado integral sobre a Covid-19 até 19h

A DPU pede ainda que a pasta adicione novamente ao Painel Coronavírus os dados apagados na sexta-feira

Por
AE

O defensor João Paulo Dorini afirma que é dever do poder público informar correta e adequadamente à população todos os atos adotados no combate


publicidade

A Defensoria Pública da União (DPU) entrou, neste sábado, com um pedido de liminar no plantão da Justiça Federal de São Paulo para obrigar o Ministério da Saúde a divulgar atualizações diárias e integrais do avanço dos casos e mortes de Covid-19 no País. A DPU pede ainda que a pasta adicione novamente ao Painel Coronavírus os dados apagados na sexta-feira.

O defensor João Paulo Dorini afirma que é dever do poder público informar correta e adequadamente à população todos os atos adotados no combate à disseminação da doença no Brasil.

"Não pode qualquer chefe do poder executivo, federal, estadual ou municipal, escolher ou não tomar providências de enfrentamento ao coronavírus. Isto é um dever do administrador público. Do mesmo modo que é um dever informar correta e adequadamente à população não só sobre as medidas que as pessoas devem adotar para evitar sua contaminação e a dos demais, mas também todos os atos adotados pelo poder público no combate à disseminação da doença", diz o pedido da DPU.

Governo substitui portal sobre Covid-19 por site com informações básicas

Depois de retirar do ar por um dia o site que mantinha sobre informações detalhadas a respeito a Covid-19, o Ministério da Saúde atualizou a página na internet com informações básicas. O site traz apenas as informações sobre os casos de pessoas recuperadas da doença, os casos de novas contaminações e os óbitos. 


Nesta semana, o presidente Jair Bolsonaro declarou que não teria mais dados em tempo de serem divulgados pelo Jornal Nacional, da TV Globo, às 20h30min. Desde a sexta-feira, 5, o governo tem sido criticado pela falta de transparência na manipulação dos dados. Lideranças políticas, instituições e representantes do Judiciário e Legislativo reagiram à decisão de reduzir a publicidade das informações.