capa

Do hospital, Bolsonaro participa de reunião com Onyx e Toffoli

Segundo ministro, o objetivo do encontro foi aprofundar o "diálogo" entre os poderes

Por
AE

Segundo ministro, o objetivo do encontro foi aprofundar o "diálogo" entre os poderes

publicidade

Do Hospital Albert Einstein, em São Paulo, o presidente Jair Bolsonaro participou de reunião entre o presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), Dias Toffoli, e o ministro-chefe da Casa Civil, Onyx Lorenzoni. A informação foi dada por Onyx após o encontro, que ocorreu numa sala reservada do restaurante Rubaiyat, em Brasília. "Conversamos com Bolsonaro ao longo do nosso almoço", contou. 

Onyx destacou que "muito brevemente" o presidente estará de volta a Brasília e poderá se reunir pessoalmente com o presidente do Supremo e os chefes dos outros poderes. O ministro não soube precisar, entretanto, se Bolsonaro receberá alta nesta quarta-feira como está previsto. Segundo Toffoli, o objetivo do encontro foi aprofundar o "diálogo" entre os poderes. 

O ministro destacou a "importância do respeito de competência de cada um dos poderes". "Esse diálogo de respeito entre poderes é importante. A fase em que poderes estavam em conflito passou." Ele ponderou que "diálogo não significa concordância com tudo". O ministro da Casa Civil disse que o governo está construindo uma "grande aliança pelo Brasil". "O Brasil precisa buscar entendimento entre os poderes. É momento de pacificação", declarou. 

O encontro desta terça não foi divulgado na agenda oficial de Onyx, apenas na de Toffoli. Nenhum dos dois, no entanto, divulgou o local da reunião, que aconteceu um dia após o Senado arquivar a CPI da 'Lava Toga' por falta de assinaturas. Ao ser questionado sobre a omissão do almoço em sua agenda, Onyx negou que o fato tenha ocorrido, embora a informação não tenha sido atualizada mesmo após questionamentos de jornalistas feitos diretamente à assessoria do ministro.