Eleições não poderiam comprometer ações sanitárias, diz Maia

Eleições não poderiam comprometer ações sanitárias, diz Maia

Proposta que adia os pleitos municipais para novembro foi aprovada em dois turnos pelo Congresso Nacional

Por
AE

Eleições não poderiam comprometer ações sanitárias, diz Maia


publicidade

O presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), comemorou nesta quarta-feira (1º) a aprovação da PEC (Proposta de Emenda à Constituição) que adia as eleições municipais. Em seu Twitter, o deputado afirmou que "a eleição não poderia comprometer as ações que buscam salvar vidas e proteger as famílias".

 

 

A proposta que adia as disputas municipais para novembro foi aprovada em dois turnos pelo plenário da Casa. A promulgação da PEC está prevista para sessão do Congresso marcara para a manhã desta quinta-feira. "Infelizmente, ainda vivemos um momento muito crítico da pandemia, com seu avanço para o interior do País", ponderou Maia. Ele destacou que a novas datas, 15 e 29 de novembro, para primeiro e segundo turno, foram orientações de especialistas de saúde.

"As novas datas atendem às sugestões de médicos e especialistas, pois teremos um cenário melhor em relação à expansão do vírus, e as pessoas poderão conhecer de forma mais democrática e transparente os seus candidatos", declarou.


Maia parabenizou ainda o presidente do Senado, Davi Alcolumbre (DEM-AP) pela rápida tramitação da PEC no Senado e também os deputados por chancelarem o texto. Ele agradeceu a atuação do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) por ter participado ativamente do debate e indicado os detalhes que envolvem o processo eleitoral.