Conheça os atuais pré-candidatos ao Senado pelo RS

Conheça os atuais pré-candidatos ao Senado pelo RS

Sete nomes se apresentam como opções até o momento

Correio do Povo

No pleito deste ano, só uma vaga está em jogo

publicidade

Faltando pouco menos de um mês para o início das convenções, sete nomes se apresentam como pré-candidatos ao Senado. No pleito deste ano, apenas uma das três cadeiras gaúchas no Congresso está em jogo: a de Lasier Martins (Podemos), que se elegeu em 2014 pelo PDT e, agora, tenta a reeleição. Com as candidaturas ao Piratini ainda incertas, a corrida ao Senado também depende dos desdobramentos que deverão acontecer até as convenções.  

Confira quem são os atuais pré-candidatos ao Senado pelo RS:

  • Ana Amélia Lemos (PSD):

A ex-senadora deixou o PP e filiou-se ao PSD, a convite de Gilberto Kassab, presidente do partido, em março de 2022, para concorrer ao Senado pelo RS. Até final de março, ela ocupava a secretaria estadual de Relações Federativas e Internacionais. Ana Amélia foi senadora de 2011 a 2019. Nas eleições de 2018, concorreu à vice-presidência da chapa de Geraldo Alckmin. Em 2014, candidatou-se a governadora, mas não chegou ao segundo turno.   

  • Comandante Nádia (PP): 

Tenente Coronel da Brigada-Militar, Nádia Gerhard foi eleita vereadora de Porto Alegre em 2016 e reeleita em 2020. Em 2019, comandou a secretaria de Esporte e Lazer da Capital durante a gestão de Nelson Marchezan Jr. (PSDB). A vereadora é pré-candidata ao Senado na chapa do senador Luis Carlos Heinze, também do PP, que disputa o Palácio Piratini. Nádia também foi filiada ao MDB e ao Dem. 

  • General Hamilton Mourão (Republicanos): 

Apesar de ter passado boa parte da sua trajetória no Rio de Janeiro, o vice-presidente da República anunciou em fevereiro deste ano que disputaria ao Senado pelo RS. Ao deixar o PRTB, ele filiou-se ao Republicanos em março deste ano. Mourão disputou seu primeiro cargo político em 2018, como vice na chapa de Jair Bolsonaro (PL). 

  • José Ivo Sartori (MDB): 

Apesar de não ter dito ‘sim’ oficialmente, o ex-governador é a escolha número um dos emedebistas para disputar o Senado na chapa de Gabriel Souza. Sartori governou o Estado de 2015 a 2018 e, perdeu ao tentar a reeleição. Também foi vereador e prefeito de Caxias do Sul, deputado estadual e federal, e durante o governo de Pedro Simon comandou a antiga secretaria estadual de Trabalho e Bem-Estar Social. 

  • Lasier Martins (Podemos): 

Lasier foi eleito ao Senado em 2014, à época pelo PDT, e tenta agora a reeleição pelo Podemos. O senador deixou seu cargo como jornalista em 2013 para disputar, pela primeira vez, um cargo político. Recentemente protocolou no Senado uma PEC com o objetivo de tornar o Conselho Nacional de Justiça (CNJ) a segunda instância de controle externo do Supremo Tribunal Federal.

  • Roberto Robaina (PSol): 

Robaina é vereador de Porto Alegre e integra a chapa do vereador Pedro Ruas, pré-candidato do PSol ao Palácio Piratini. Participou da fundação do PSol, em 2004 e representou o partido como candidato a governador em 2006 e em 2014. Em 2012, disputou a prefeitura de Porto Alegre. Em 2016, elegeu-se vereador e na eleição de 2020, reelegeu-se. 

  • Vicente Bogo  (PSB):

O ex-vice-governador Vicente Bogo apresentou seu nome como pré-candidato ao Senado ao PSB, que tem Beto Albuquerque como pré-candidato ao Palácio Piratini. Em 1986, elegeu-se deputado federal constituinte pelo MDB. No governo de Antônio Britto (MDB), Bogo foi vice-governador então pelo PSDB, partido pelo qual disputou, em 2002, uma vaga ao Senado. 

 



Correio do Povo
DESDE 1º DE OUTUBRO 1895