Delaine defende serviços básicos como prioridade do governo municipal

Delaine defende serviços básicos como prioridade do governo municipal

Candidata a vice na chapa do PCO, na disputa de Porto Alegre, foi entrevistada pelo Esfera Pública

Correio do Povo

publicidade

Candidata a vice-prefeita pelo PCO, na chapa encabeçada por Luiz Delvair, a artesã Delaine Kalikosky acredita que a prioridade do governo, não só da Capital como do país, é garantir os serviços básicos à população de forma gratuita. Para a candidata, itens como educação, transporte e moradia não devem ser tratados como mercadorias, e o lucro gerado por esses serviços deve ser revertido em melhores condições para a população. "Só o povo culto, esclarecido e informado vai para frente e pode fazer um mundo melhor" afirmou a candidata, em entrevista ao programa 'Esfera Pública', da Rádio Guaíba, nesta quinta-feira.

Para a educação, Delaine disse que a proposta do partido é única: uma educação gratuita e de qualidade, dos níveis básicos ao superior. Segundo a candidata, a pandemia está servindo para mostrar à população que a prioridade não deve ser o capital, mas as pessoas. Representante de um partido considerado nanico, Delaine destacou que a campanha eleitoral este ano, que está mais concentrada na internet, estimula um contato maior com o eleitorado.

Apesar de reconhecer que as chances de vitória são remotas, garante que isso não é um problema. "Nós conseguimos 20 candidaturas em capitais brasileiras esse ano. Isso dá ânimo, porque mostra que as pessoas estão cansadas das mesmas coisas e é uma oportunidade maravilhosa de divulgar o projeto do partido", respondeu. A candidata destacou ainda que, caso não fossem as redes sociais, os partidos pequenos teriam ainda menos chances de vitória.

Durante a entrevista, a candidata também teceu críticas ao presidente Jair Bolsonaro, ao impeachment da ex-presidente Dilma Rousseff e ressaltou o discurso de ser uma representante do PCO e seus ideais. Natural de Rio Grande, Delaine tem 60 anos é técnica em prótese dentária, mas exerce a função de artesã desde os 16 anos.



Correio do Povo
DESDE 1º DE OUTUBRO 1895