PSB oficializa chapa com Bogo, Josi e Ferronato no RS

PSB oficializa chapa com Bogo, Josi e Ferronato no RS

Nome das duas mulheres na suplência ao Senado também foram anunciados

Felipe Nabinger

Chapa terá Vicente Bogo, para o governo, Josiane Paz como vice e Airto Ferronato ao Senado

publicidade

A direção estadual do PSB oficializou a chapa pura que disputará as eleições majoritárias. O ex-governador Vicente Bogo estará na corrida pelo Piratini, tendo a ex-vereadora de Montenegro Josi Paz como vice e o vereador de Porto Alegre Airto Ferronato concorrendo ao Senado, com duas mulheres como suplente. Internamente, o partido entende que, além de respeitar a decisão da convenção do último dia 23 por candidatura própria, a manutenção do partido na disputa fortalece as candidaturas proporcionais a deputado federal e estadual. O anúncio oficial da chapa aconteceu na sede do partido, no centro de Porto Alegre, no começo da tarde desta quarta-feira. 

"Não vamos iludir ninguém, vamos fazer uma campanha da verdade, da clareza e da unidade para fazer o desenvolvimento da sociedade", disse Bogo, ressaltando ser papel dos candidatos fazer "pedagogia política", fazendo com que as pessoas se organizem, participando das decisões e assumindo suas responsabilidades, sem "culpar ao outro". "O governo tem que ser útil e funcional, sem atrapalhar", sintetizou. Ressaltando a origem ligada ao campo e tendo como uma de suas bandeiras a defesa da agricultura familiar, Josi Paz, que é professora e mãe de três filhas, clamou o apoio da "família brigadiana" e das mulheres.

Airto Ferronato, que é presidente municipal do PSB de Porto Alegre, agradeceu ao partido pela nomeação à chapa. "Estamos em alta velocidade rumo ao Senado. Estamos nessa nobre missão com toda força, muita coragem e toda garra", disse o vereador, que ainda chamou a chapa de "aguerrida e competitiva", além de criticar a extrema esquerda pelas brigas e falta de união, a extrema direita, que teria quatro candidatos "agarrados em um pincel e sem escada" ao nome do atual presidente da República, e o "centrão atrasado". No evento, os nomes de Sanny Figueiredo e Fabiane Peglow foram anunciados como 1ª e 2ª suplentes de Airto na chapa. 

"Vamos ter a responsabilidade maior de conduzir nosso projeto eleitoral. Que bom que pudemos fazer uma composição com diversidade. Sei que outros partidos estão querendo voto da mulher. Mas nossa opção é pela inteligência da mulher para fazer o que os homens não fizeram. Não somos um partido oportunista", destacou Bogo, ao celebrar que dos cinco nomes da chapa, três são de mulheres. 

Força para a Uergs

Vicente Bogo, que filiou-se ao partido em abril, após militar pelo MDB e pelo PSDB, disse que a ideologia do PSB não é propriamente marxista, mas sim de um partido socialista democrático, que dialoga, contesta e promove a participação popular para o governo. Ele elencou a educação como foco de um eventual mandato, com o fortalecimento da Uergs, instituição criada por lei idealizada por Beto Albuquerque.

Coligação com os gaúchos

O presidente estadual da sigla, Mário Bruck, lembrou que o PSB há 15 anos não participava da disputa majoritária no RS. "Estamos convictos no projeto que busca fazer com que o Estado volte a conquistar seu espaço grande e pujante como sempre foi", disse. Sem apoio de outras legendas, Bruck afirmou que a "coligação" da chapa é "com gaúchos e gauchas". "Queremos governar para o povo. Não queremos um governo com secretarias loteadas por interesses partidários", frisou. 

Entre as lideranças que compareceram ao evento de lançamento da chapa estavam os deputados estaduais Dalciso Oliveira e Elton Weber. No começo da semana, Beto Albuquerque, até então candidato do partido ao governo do RS, anunciou a desistência e a saída da vida publica. As dificuldades na construção de alianças com o PT e com o PDT levaram Beto à decisão, conforme o PSB.

 



Correio do Povo
DESDE 1º DE OUTUBRO 1895